Eleições 2020 Segundo turno acaba com prisão de mesário e outras 11 pessoas em MG

Segundo turno acaba com prisão de mesário e outras 11 pessoas em MG

Voluntário de seção da cidade de Governador Valadares teria induzido um eleitor a escolher determinado candidato; presidente do TRE fez balanço

  • Eleições 2020 | Pablo Nascimento, do R7

Quatro cidades foram ao 2º turno em Minas

Quatro cidades foram ao 2º turno em Minas

José Cruz/Agência Brasil

Doze pessoas foram presas durante o segundo turno em Minas Gerais, neste domingo (29), conforme indicam dados do TRE (Tribunal Regional Eleitoral).

Entre os detidos, está um mesário que teria tentado induzir um eleitor a escolher determinado candidato na cidade de Governador Valadares, a 320 km de Belo Horizonte.

Em Juiz de Fora, a 283 km da capital mineira, um eleitor foi preso por colar o adesivo de um dos candidatos ao lado de uma urna eletrônica.

Além dos dois municípios, outras 10 prisões ocorreram em Contagem, na Grande BH, por boca de urna, venda de bebida alcoólica em horário proibido e tumulto em local de votação.

Durante coletiva para fazer um balanço do dia, o presidente do TRE-MG, desembargador Alexandre Victor de Carvalho, avaliou que não houve nenhum registro de crimes de alto potencial. Ao todo foram registradas 38 ocorrências de problemas no decorrer da votação nas quatro cidades que realizaram o segundo turno em Minas.

— Para nós as eleições foram um êxito porque foram as mais desafiadores da história da Justiça Eleitoral, já que ocorreram em meio a uma pandemia mundial.

Diferentemente do que houve no primeiro turno, não houve atrasos na divulgação dos resultados. Até às 19h10, as quatro cidades mineiras já sabiam quem eram os prefeitos eleitos.

Segundo o TRE-MG, 29 das 3.546 urnas usadas no Estado precisaram ser substituídas ao longo do dia.

Abstenções

Governador Valadares, onde o segundo turno aconteceu pela primeira vez, foi o município mineiro com maior percentual de abstenção de votos na votação deste domingo.

Os dados da Justiça Eleitoral apontam que 35,61% dos eleitores da cidade não foram às urnas. O desembargador Alexandre Victor avaliou que a participação tende a ser menor no segundo turno naturalmente.

O presidente do TRE-MG destacou que as restrições contra a covid-19 na cidade também podem ter contribuído com o nível de abstenção, já que o município está na onda vermelha de alerta.

— A abstenção em Governador Valadares é muito preocupante. É preciso que a sociedade valadarense tenha consciência que este nível provoque até uma crise de legitimidade em relação à eleição.

Segundo o Tribunal, o nível de abstenção foi de 22,94% em Contagem; 29,12% em Juiz de Fora; e 28,19% em Uberaba.

Últimas