Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Eleições 2022
Publicidade

TRE-DF indeferiu o registro de 30 candidatos, e 27 já recorreram ao TSE

Prazo para julgamento dos registros de candidatura terminou na última segunda-feira (12)

Eleições 2022|Luiz Calcagno, do R7, em Brasília

Sede do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em Brasília
Sede do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em Brasília Sede do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em Brasília

Dos 30 políticos que tiveram a candidatura indeferida pelo Tribunal Regional Eleitoral do Distrito Federal (TRE-DF), 27 entraram com recurso contra a decisão no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Os desembargadores eleitorais julgaram registros de pretendentes aos cargos de deputado distrital, deputado federal, senador e governador. Enquanto puderem recorrer, os políticos podem seguir em campanha. 

No caso da disputa pelo Governo do DF, o único dos 11 concorrentes com candidatura indeferida foi Renan Rosa (PCO), por falta de prestação de contas da campanha de 2018.

Leia também

Por nota, o PCO informou que o candidato foi escolhido pelas bases da legenda, tem o direito de continuar em campanha e de ter o nome na urna eleitoral enquanto estiver aguardando julgamento. "Também vale aqui denunciar a legislação eleitoral. Trata-se de uma verdadeira ditadura; um candidato não poder ser candidato em razão da prestação de contas", defendeu a legenda.

Publicidade

Candidatos ao Senado

No caso do Senado, o DF tem 13 candidatos, e o TRE-DF indeferiu dois registros: o do ex-senador Hélio José (Solidariedade) e de Yara Prado (PSDB). No primeiro caso, a Justiça entendeu que o ex-senador registrou a candidatura depois do prazo. Já Yara Prado tinha candidatos a suplentes que não poderiam ocupar a posição.

O Solidariedade vive uma disputa interna. Hélio José afirmou à reportagem que recorreu ao TSE pois já tinha um ganho de causa que o colocaria como legítimo presidente do partido no DF. O TRE-DF entendeu de forma contrária ao ex-senador. Segundo Hélio José, a expectativa é que a instância superior reconheça sua posição de presidente local da legenda e sua lista de candidatos, incluindo ele próprio.

Publicidade

Yara Prado informou que já substituiu as suplentes impedidas, segue em campanha e espera o deferimento da candidatura pelo TSE.

Câmara dos Deputados e Câmara Legislativa

O DF tem 215 candidatos a deputado federal. Desse total, cinco tiveram o registro de candidatura indeferido e quatro entraram com recurso. Entre os indeferidos está o ex-governador do DF, Agnelo Queiroz (PT).

Publicidade

O petista informou, por meio de nota, que não foi condenado por improbidade administrativa, que vai questionar a decisão junto ao TSE e que segue em campanha. "A nossa campanha está nas ruas, seguimos firmes conversando com as pessoas e ouvindo suas demandas", afirma o texto.

No caso da Câmara Legislativa do DF, 610 candidatos entraram com pedido de registro de candidatura. Desses, o TRE-DF indeferiu 22 e 20 recorreram haviam recorrido da decisão até a tarde desta quarta-feira (14). 

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.