Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Notas de dólar, K-pop e sacos de lixo: relembre fatos recentes na disputa entre as Coreias

A animosidade histórica entre a Coréia do Sul e Coréia do Norte vive um novo capítulo nas últimas semanas, com direito a balões com...

Estadão Conteúdo|Do R7

A animosidade histórica entre a Coréia do Sul e Coréia do Norte vive um novo capítulo nas últimas semanas, com direito a balões com lixo e esterco, mensagens por alto-falante e até o popular gênero musical K-pop.

A animosidade entre as nações vizinhas foi acentuada há algumas semanas, quando após ativistas sul-coreanos espalharem panfletos com propaganda contrária ao regime de Kim Jong-un. Confira abaixo uma pequena cronologia com os fatos mais recentes deste conflito, cujo termômetro de tensão vem aumento nos últimos dias.

28 de maio – centena de balões com lixo e esterco

O primeiro lançamento de balões com lixo e esterco ocorreu no dia 28 de maio. Informações de Seul indicam que foram 260. A justificativa dada pelo governo de Pyongyang (Norte) foi a de que os balões eram uma resposta aos panfletos jogados na fronteira por ativistas sul-coreanos contrários ao regime do ditador Kim Jong-un.

1º de junho – segundo “ataque” com balões

Entre a noite do dia 1º de junho (sábado) e a madrugada do dia 2 de junho (domingo), foram lançados mais 600 balões pela Coréia do Norte rumo à sua vizinha. Eles carregavam bitucas de cigarro, restos de tecido, resíduos de papel e vinil, mas nenhuma substância perigosa foi detectada, disse o Estado-Maior Conjunto da Coreia do Sul .

3 de junho - suspensão do acordo de aproximação

Como punição ao novo envio de balões pela Coreia do Norte, a Coreia do Sul anunciou, no dia 3 de junho, segunda-feira da semana passada, a suspensão de um acordo de aproximação com a Coreia do Norte. O anúncio foi feito mesmo após o regime do ditador Kim Jong-un ter afirmado que iria interromper os lançamentos. O acordo estava em vigor desde 2018, e foi criado para tentar diminuir os conflitos na linha de frente entre os países. A suspensão deve durar até que a confiança mútua seja restabelecida.

6 de junho – revide com panfletos, K-pop e nota de US$ 1

Como respostas aos balões de lixo e esterco enviados pela Coreia do Norte, ativistas da sul-coreanos enviaram balões com 200 mil panfletos anti-Pyongyang, pendrives com músicas de K-pop e doramas (dramas sul-coreanos) e cédulas de US$ 1 a partir de uma cidade que fica na fronteira dos países. “Enviamos a verdade, o amor, medicamentos, cédulas de um dólar e músicas. Mas um bárbaro Kim Jong-un nos enviou sujeira e lixo e não pediu desculpas”, afirmou Park Sang-hak, um norte-coreano que desertou e agora lidera as ações anti-Pyongyang e propagandas.

8 de junho – terceira leva de balões com lixo e esterco

Apesar de ter anunciado que não enviaria mais balões com esterco e lixo aos vizinhos do Sul, a Coreia do Norte novamente fez um “ataque” como resposta ao envio do “kit K-pop e panfletos” que recebeu dois dias antes. O regime de Pyongyang descreveu o terceiro envio de balões como “presentes sinceros”.

9 de junho – alto-falantes direcionados para a Coreia do Norte

Um dia após ter sido alvo de novos ataques de balões com lixo e esterco, a Coreia do Sul anunciou a retomada das transmissões de propaganda anti-Coreia do Norte por alto-falantes em áreas fronteiriças. A atitude marca uma escalada entre as tensões dos países divididos pela guerra, em meio a um impasse diplomático sobre as ambições nucleares do Norte.

10 de junho – alto-falantes direcionados para a Coreia do Sul

Os militares da Coreia do Sul disseram na segunda,10, que estão detectando sinais de que a Coreia do Norte está instalando seus próprios alto-falantes ao longo de sua fronteira fortemente armada,.

Histórico

A rivalidade entre os dois países remonta à Segunda Guerra Mundial, quando as duas nações nem existiam oficialmente. O lado Sul, capitalista, tinha como aliados EUA e Japão. O lado Norte conta com apoio de China e Rússia (à época, União Soviética), todos com viés comunista. Apenas três anos após o fim da Segunda Guerra é que os dois países foram estabelecidos, e, dois anos depois, entraram em guerra. Depois de uma série de episódios violentos, uma declaração de paz foi assinada entre as duas nações em 2006. Apesar disso, os dois lados nunca viveram de fato em paz. /Com agências internacionais


Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.