Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Notícias R7 – Brasil, mundo, saúde, política, empregos e mais
Publicidade

Residenciais com hotelaria são tendência no segmento de luxo

ESPECIAL PARA O ESTADÃO - Residenciais de luxo com hotelaria sofisticada, gastronomia assinada por chefs e estrutura completa de serviços...

Estadão Conteúdo|Do R7

ESPECIAL PARA O ESTADÃO - Residenciais de luxo com hotelaria sofisticada, gastronomia assinada por chefs e estrutura completa de serviços, em parcerias com grifes internacionais renomadas, são uma realidade em São Paulo. Empreendimentos que seguem essa tendência da Europa e dos EUA marcam a atuação de duas premiadas deste Top Imobiliário: Even e Mitre Realty.

A Even, que atua principalmente no alto e altíssimo padrão, volta a se classificar no Top Imobiliário, contemplada nesta edição nas três categorias do prêmio: Incorporadoras, Vendedoras e Construtoras. De acordo com os dados da Embraesp, em 2023 a Even lançou em São Paulo oito empreendimentos, com 11 torres, 842 unidades e VGV total de R$ 2,6 bilhões.

“A procura pelos imóveis de luxo vem aumentando. O mercado fica mais competitivo, com produtos melhores e clientes mais exigentes, buscando soluções completas de moradia”, afirma João Paulo Laffront, diretor de Incorporações da Even. Ele destaca dois lançamentos próximos ao Parque Ibirapuera: Esther Ibirapuera e Casa Sabiá, ambos com quadra de tênis, piscina com raia de 25m, academia e espaço wellness.

O Esther Ibirapuera terá office exclusivo em torre independente e as unidades, de 3 ou 4 suítes, de 250 m² a 334 m², têm valor atual de R$ 32 mil /m². O Casa Sabiá terá unidades de 317 m², com três suítes, ao valor atual de R$ 34 mil/m². Dentro do mesmo terreno, a Even lançou o Sabiá Studios. “São projetos independentes, com áreas comuns e entradas separadas”, afirma Laffront.

Publicidade

Marco

O maior destaque em 2023 para a companhia foi a entrega do Fasano Residencial Itaim, um marco no segmento mais alto do mercado. “Fundamental para a Even ficar bem posicionada no alto padrão”, avalia o diretor, sobre o empreendimento erguido em um terreno de 5 mil m², que reúne o primeiro residencial Fasano e o segundo hotel da marca em São Paulo. Tem arquitetura de Aflalo & Gasperini Arquitetos e projetos de interiores do Studio MK27, de Marcio Kogan. “Iniciado em 2019, o projeto concebido, idealizado, incorporado e construído pela Even foi 100% vendido”, acrescenta Laffront. “O valor inicial, de R$ 33 mil/ m², hoje pode ultrapassar os R$ 60 mil.”

Publicidade

Even/Divulgação

Está programado para este trimestre o lançamento da primeira fase do Faena São Paulo, um projeto de R$ 3 bilhões de VGV. O terreno de 20 mil/ m², a 300 metros da Avenida Faria Lima, engloba o residencial com 140 unidades – de 300 m² a 1 mil m² – um complexo esportivo, hotel com piscinas e restaurantes, além de centro cultural com 14 mil m² de área construída.

Publicidade

“Será um novo marco em hotelaria de luxo na cidade”, aposta Laffront, destacando a grife Faena, especializada em criar ambientes que integram residências e hospedagem, com espaços de arte e cultura. “É reconhecida mundialmente pelas suas unidades em Miami e Buenos Aires”, atesta o diretor da Even.

“Residenciais com serviços de hotelaria são a principal tendência do mercado no momento”, afirma Rodrigo Cagali, vice-presidente de Operações da Mitre Realty. “Veio para ficar, com instalações similares a um hotel, mas com atmosfera menos corporativa, mais serviços e privacidade”, aponta o vice-presidente.

A Mitre, 10.ª no ranking final das Incorporadoras, lançou em 2023 o projeto de maior VGV de sua história: o Haus Mitre Edition NY, o primeiro da parceria que firmou com a Radisson Service Apartments, que traz ao empreendimento os serviços de hotelaria.

Mitre/Divulgação

Nas áreas comuns, terá spa, quadra de beach tennis, espaço gastronômico do chef Erick Jacquin, wellness, pela Mormaii, e Buddha Spa.

Brooklyn e Manhattan, as duas torres residenciais lançadas juntas no ano passado, têm VGV de R$ 620 milhões, com unidades de 164 m² a 217 m², voltadas a famílias com filhos. A terceira torre, Soho, com estúdios de 23 m² a 60 m² e VGV de R$ 155 milhões, tem lançamento previsto para este mês e mira o público solteiro, casais sem filhos e investidores.

“O Edition NY traz uma tendência do mercado, que é transformar o empreendimento em um espaço com os serviços necessários para os moradores”, diz Cagali, explicando o propósito de oferecer tipologias e metragens tão diferentes. “A estratégia é reunir perfis distintos, mas com as mesmas necessidades em um só empreendimento.”

Segundo Cagali, 2023 foi muito positivo para a companhia, que alcançou um lucro de R$ 90,3 millhões, 2,6 vezes maior que em 2022, e R$ 1 bilhão em vendas, um crescimento de 25,9% comparado ao ano anterior. O VGV total lançado foi de R$ 1,5 bilhão – 24% superior ao de 2022.

O número de unidades lançadas, no entanto, caiu 23%. A Mitre lançou projetos voltados para alto e altíssimo padrão, com apartamentos maiores, serviços e maior VGV. “É uma escolha estratégica”, afirma Cagali.

A Mitre Realty surgiu focada em médio e alto padrão e suas linhas Raízes e Haus Mitre, para esses segmentos, são as principais da companhia. De olho nas oportunidades no altíssimo padrão, criou a Mitre Exclusive Collection (MEC), linha de produtos voltada para o segmento de luxo.

Em seu último balanço trimestral, a Mitre dimensionou o seu banco de terrenos para novos projetos com um VGV potencial de R$ 4,9 bilhões, previstos para um prazo de três anos de lançamentos. A maior parte do banco de terrenos – 37% para Haus Mitre mais 17% para MEC – será destinada para alto e altíssimo padrão, enquanto as linhas Raízes e Origem ficam com 46%.


Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.