Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Coreia do Norte lança mísseis balísticos às vésperas de aniversário do cessar-fogo

O armistício que interrompeu o conflito armado entre as Coreias foi assinado em 27 de julho de 1953

Internacional|Do R7

Coreia do Norte dispara míssil balístico nesta segunda-feira (24)
Coreia do Norte dispara míssil balístico nesta segunda-feira (24) Coreia do Norte dispara míssil balístico nesta segunda-feira (24)

O governo do líder norte-coreano, Kim Jong-un, disparou dois mísseis balísticos nesta segunda-feira (24), segundo fontes sul-coreanas, em mais um teste às vésperas das celebrações do cessar-fogo que pôs fim à Guerra da Coreia, em 27 de julho de 1953.

O Ministério da Defesa sul-coreano descreveu os dois projéteis como mísseis balísticos, que voaram cerca de 400 km antes de cair no mar do Leste (também conhecido como mar do Japão), segundo informações das agências de notícias Yonhap (Coreia do Sul) e Kyodo (Japão).

"Nossas Forças Armadas detectaram dois mísseis balísticos disparados pela Coreia do Norte, de áreas próximas a Pyongyang, em direção ao mar do Leste [mar de Japão], às 23h55 de 24 de julho [11h55, em Brasília] e à meia-noite de 25 de julho [12h de segunda, em Brasília]", indicou a Yonhap, ao citar o Estado-Maior sul-coreano.

O regime norte-coreano costuma realizar testes armamentistas com regularidade. O incidente desta segunda aconteceu apenas alguns dias depois que o líder Kim Jong-un supervisionou pessoalmente o lançamento do novo míssil balístico intercontinental Hwasong-18.

Publicidade

Leia também

As relações entre as duas Coreias estão em um nível muito baixo, com o bloqueio da diplomacia entre Pyongyang e Seul, e num momento em que o líder norte-coreano pediu ao regime que acelerasse o desenvolvimento armamentista, o que inclui o arsenal atômico do país.

Em resposta, Seul e Washington realizaram exercícios militares conjuntos.

Publicidade

Compartilhe esta notícia no WhatsApp

Compartilhe esta notícia no Telegram

Publicidade

O lançamento desta segunda também acontece pouco antes das celebrações, nesta semana, na Coreia do Norte, do 70º aniversário do fim da Guerra da Coreia (1950-1953).

Uma delegação chinesa viajará ao hermético país, a primeira visita conhecida de uma delegação estrangeira desde o início da pandemia, segundo a agência estatal norte-coreana KCNA.

Os combates da Guerra da Coreia terminaram com um armistício assinado em 27 de julho de 1953, mas, como nenhum tratado de paz foi firmado depois disso, as duas Coreias, tecnicamente, permanecem em guerra.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.