Internacional Eleições na Turquia: Oposição fica à frente de partido de Erdogan 

Eleições na Turquia: Oposição fica à frente de partido de Erdogan 

Presidente turco assumiu poder há 16 anos atrás. Com três quartos das urnas apuradas, Partido Republicano do Povo tinha 49% dos votos válidos

Eleições na Turquia : Oposição fica à frente de partido de Erdogan

Erdogan assumiu poder na Turquia há 16 anos

Erdogan assumiu poder na Turquia há 16 anos

Murad Sezer/ Reuters - 31.3.2019

O principal partido de oposição da Turquia caminha para assumir o controle de Ancara nas eleições locais deste domingo (31), e derrotar o Partido AK, do presidente Tayyip Erdogan, pela primeira vez na capital desde que Erdogan assumiu o poder, 16 anos atrás.

Com três quartos das urnas abertas, o candidato secularista de oposição do Partido Republicano do Povo (CHP), Mansur Yavas, tinha 49,8 por cento dos votos, dois pontos percentuais a mais que o rival do AKP.

Embora o Partido AK tenha tudo para manter Istambul, maior cidade da Turquia, a derrota em Ancara deverá ser um golpe importante a Erdogan, que fez incansável campanha nos dois meses anteriores ao pleito municipal, que ele descreveu como “questão de sobrevivência” para a Turquia.

Erdogan domina a política turca há mais de 16 anos graças, principalmente, a um forte crescimento econômico e apoio de um núcleo de muçulmanos devotos e conservadores.

Experiente militante, ele tem sido o político mais popular - embora também controverso - da era moderna do país, aumentando seu poder nas eleições do ano passado, nas quais foi inaugurada uma nova presidência executiva, aprovada em um ferrenho referendo em 2017.

No entanto, a crise cambial depois da eleição do ano passado desvalorizou a lira em 30 por cento e colocou a economia no caminho da recessão. Com inflação próxima a 20 por cento e o crescimento do desemprego, alguns eleitores parecem prontos para punir o presidente.

Em Istambul, o candidato do AKP e ex-primeiro-ministro Binali Yildirim teve 49,7 por cento dos votos, 1,9 ponto percentual à frente do rival do CHP, com cerca de 90 por cento das urnas abertas, disse a emissora NTV.

(Por Tuvan Gumrukcu e Ece Toksabay)