Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

EUA afirmam que não estão envolvidos na morte do líder do Estado Islâmico

Falecimento de Abu al Hasan al Qurashi foi anunciado pela própria organização, que não indicou a causa do óbito

Internacional|Do R7

Porta-voz da Casa Branca negou participação dos EUA na morte de líder do Estado Islâmico
Porta-voz da Casa Branca negou participação dos EUA na morte de líder do Estado Islâmico Porta-voz da Casa Branca negou participação dos EUA na morte de líder do Estado Islâmico

Os Estados Unidos afirmaram nesta quarta-feira (30) que não participaram na morte de Abu al Hasan al Qurashi, líder do grupo terrorista Estado Islâmico, que foi nomeado pela organização para essa posição no último mês de março.

Em coletiva de imprensa, a porta-voz da Casa Branca, Karine Jean-Pierre, declarou que a morte de Al Qurashi “não foi resultado de uma ação dos EUA”, mas ressaltou que o governo está “satisfeito” pela partida da organização terrorista logo após ter assumido a liderança.

O Estado Islâmico anunciou nesta quarta-feira a morte do líder e designou Abu al Hussein al Husseini al Qurashi como o novo "califa", segundo um áudio transmitido pela produtora audiovisual Al Furqan, vinculada aos jihadistas.

O grupo terrorista não deu detalhes de como ou onde morreu o líder da organização, que permaneceu nas sombras após ser nomeado em março, depois que o antecessor foi morto no início de fevereiro em uma operação dos EUA no noroeste da Síria.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.