Internacional Justiça russa confirma condenação do opositor Alexei Navalny

Justiça russa confirma condenação do opositor Alexei Navalny

Maior opositor de Putin, presidente da Rússia, foi condenado a dois anos e meio de prisão por violar o controle judicial

  • Internacional | Da EFE

Alexei Navalny ficou dentro de uma cabine durante julgamento

Alexei Navalny ficou dentro de uma cabine durante julgamento

YURI KOCHETKOV/EFE/EPA - 20.2.2021

O Tribunal de Moscou, na Rússia, rejeitou neste sábado a apelação da sentença que converteu em efetiva a pena suspensa de três anos e seis meses de prisão a que foi condenado, em 2014, o líder opositor Alexey Navalny, em julgamento qualificado como arbitrário pelo Tribunal Europeu de Direitos Humanos.

A decisão de hoje, dessa forma, confirmou a sentença de 2 de fevereiro anunciada no tribunal distrital Babushkinski, além de garantir que os 45 dias de prisão já cumpridos por Navalny será descontado da pena.

"Rebaixaram em um mês e meio a pena, é algo", disse Navalny, em declaração divulgada pelo site independente "Meduza".

Ao todo, o líder opositor teria que passar dois anos, seis meses e duas semanas de prisão, já que, da pena, será descontada também, segundo sentença anterior, os dez meses em que esteve em prisão domiciliar, durante julgamento de 2014.

A defesa de Navalny, dessa forma, pode apresentar um recurso de cassação, embora seja extremamente pouco provável que a medida prospere.

"Habitualmente, concluo com as palavras 'A Rússia será livre', mas não é suficiente. A Rússia, não só será livre, mas também será feliz. A Rússia será feliz", disse o opositor, na manifestação final antes da decisão sobre o recurso.

Navalny teria que comparecer ainda hoje ao mesmo tribunal de Moscou, em um segundo julgamento, na qualidade de acusado de difamar um veterano da Segunda Guerra Mundial, em que pode ser condenado a pagar uma multa de até 1 milhão de rublos (R$ 72,8 mil).

Últimas