Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Le Pen pede voto aos que não apoiaram Macron no primeiro turno

Opositora viu presidente da França com pequena margem de vantagem nas eleições presidenciais deste domingo (10)

Internacional|Do R7


Marine Le Pen deve disputar segundo turno com Emmanuel Macron
Marine Le Pen deve disputar segundo turno com Emmanuel Macron

A direitista Marine Le Pen, que neste domingo (10) deve avançar para o segundo turno das eleições presidenciais da França, no qual enfrentará Emmanuel Macron, pediu o voto de todos que não apoiaram o atual presidente no primeiro turno.

"No próximo dia 24 estarão em jogo duas visões de sociedade: a da divisão e desordem e a da união dos franceses pela justiça social e proteção. Todos os que não votaram em Macron estão convidados para somar nessa unificação", declarou Le Pen, que beirou 25% dos votos no primeiro turno, segundo as estimativas, três pontos percentuais menos que o presidente.

De acordo com essas projeções, a candidata da extrema direita melhorou em relação aos resultados obtidos há cinco anos, quando recebeu 21,30% dos votos.

Le Pen, que as pesquisas colocam muito perto do segundo turno, assegurou que assume "a responsabilidade de levantar o país" e se pôs "a serviço de todos os franceses" para defender sua visão de país, baseada na tradição, na luta contra a imigração e na segurança.

Publicidade

"Vejo a esperança das forças que querem levantar o país", comentou Le Pen, ao dizer que a França se divide entre "duas visões diferentes de sociedade" e que a escolha dos franceses "não marcará apenas os cinco próximos anos, mas os próximos 50".

A candidata prometeu "pôr ordem na França em cinco anos" e repetiu pontos fundamentais de seu programa, como a introdução da iniciativa popular para realizar referendos e "um sistema de saúde acessível a todos e uma habitação decente".

"Quero criar um Estado protetor que garanta a liberdade de todos. Minha ambição é unir os franceses, converter a França em uma potência de paz, um país que volte a ter grandeza", afirmou.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.