Internacional Médico acusado de assédio no Egito ficará preso por mais 4 dias

Médico acusado de assédio no Egito ficará preso por mais 4 dias

Victor Sorrentino foi detido após publicar um vídeo nas redes sociais em que faz comentários sexistas para uma vendedora

  • Internacional | Do R7

Médico Victor Sorrentino ficará preso por mais quatro dias no Egito

Médico Victor Sorrentino ficará preso por mais quatro dias no Egito

Reprodução Twitter

O Ministério Público do Egito divulgou, nesta terça-feira (1º), que o médico Victor Sorrentino ficará preso por mais quatro dias no país. O brasileiro está sendo investigado por fazer comentários sexistas para uma vendedora e divulgar um vídeo desse momento nas internet.

Após a repercussão negativa das imagens nas redes sociais, Victor voltou à loja para tentar se desculpar com a mulher que o atendeu. O novo encontro entre o brasileiro e a egípcia também foi registrado e publicado no perfil pessoal do médico no Instagram.

Na tentativa de se explicar, ele disse que fez uma "brincadeira de mau gosto" e que é um "cara muito brincalhão". 

No dia anterior, o médico disse para a vendedora: “elas gostam é do bem duro. Comprido também fica legal, né?”. A fala do brasileiro foi feita enquanto o brasileiro recebia detalhes sobre um papiro que estava à venda na loja. A atendente, que não fala português, apenas sorriu e seguiu com o atendimento normalmente.

A mulher de Sorrentino também fez uma publicação no Instagram defendendo o marido. "O mundo está cada vez mais complexo, as pessoas vendo maldade em absolutamente tudo", escreveu Kamila Monteiro.

Segundo informações divulgadas pelo Ministério Público do Egito, a mulher preferiu seguir com o processo criminal por causa dos danos causado pela divulgação de sua imagem na rede. 

Últimas