Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

'Melhor piloto' da Ucrânia é morto em combate contra forças russas

Major Anton Lystopad perdeu a vida poucos dias após ser homenageado por bravura pelo presidente Volodmir Zelenski

Internacional|Maria Cunha*, do R7


Anton Lystopad perdeu a vida em combate contra forças russas
Anton Lystopad perdeu a vida em combate contra forças russas

O major Anton Lystopad, que recebeu o título de o melhor piloto da Força Aérea da Ucrânia em 2019, foi morto em combate enquanto lutava contra as forças russas.

A morte do piloto ocorre poucos dias depois de ele ter sido homenageado pelo presidente ucraniano, Volodmir Zelenski, com o prêmio: a Ordem da Coragem, 3ª classe, por sua 'coragem, bravura e profissionalismo'.

Lystopad, piloto da 204ª Brigada de Aviação Tática de Sebastopol, foi enterrado ao lado do coronel Yury Pohorily, na vila de Chukalivka, perto da cidade de Ivano-Frankivsk, oeste da Ucrânia, na última segunda-feira (15).

Mais de cem parentes e militares ucranianos se reuniram no funeral para prestar suas homenagens, enquanto dois caças sobrevoavam em homenagem ao militar.

Publicidade
O piloto foi homenageado por bravura pelo presidente Volodmir Zelenski
O piloto foi homenageado por bravura pelo presidente Volodmir Zelenski

Não está claro exatamente como e onde o major morreu, mas seu falecimento foi confirmado por sua antiga escola, o Liceu de Física e Técnica do Conselho Regional de Ivano-Frankivsk.

Lystopad estudou lá de 2005 a 2008, antes de se tornar um piloto militar da "mais alta classe" que defendeu a Ucrânia "desde os primeiros minutos" da invasão russa.

Publicidade

Leia também

O piloto também liderou a Força Aérea da Ucrânia em um desfile para marcar o 30º aniversário da independência do país no ano passado.

“Milhões de ucranianos assistiram com admiração e orgulho como uma coluna de tropas da aviação desfilou sobre Khreshchatyk no dia do 30º aniversário da independência. O líder desta coluna era nosso Anton”, disse a escola.

Publicidade

A Rússia cita a desmilitarização da Ucrânia como um de seus principais objetivos, algo que diz ser necessário para garantir preventivamente sua própria segurança diante do que classificou de expansão descontrolada pela aliança militar ocidental da Otan.

*Estagiária do R7, sob supervisão de Pablo Marques

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.