Internacional Michelle Bachelet elogia veredicto no assassinato de George Floyd

Michelle Bachelet elogia veredicto no assassinato de George Floyd

Chefe de direitos humanos das Nações Unidas disse que 'qualquer outro resultado seria uma farsa de justiça'

  • Internacional | Do R7, com agências internacionais

Chefe de direitos humanos da ONU elogiou veredicto em julgamento

Chefe de direitos humanos da ONU elogiou veredicto em julgamento

Kerem Yucel / AFP

A chefe de direitos humanos das Nações Unidas, Michelle Bachelet, saudou na quarta-feira (21) a condenação por assassinato no caso George Floyd, dizendo que "qualquer outro resultado seria uma farsa de justiça".

O ex-policial de Mineápolis Derek Chauvin foi condenado na terça-feira por homicídio no episódio de prisão e morte de Floyd, um marco na história racial dos EUA e uma repreensão ao tratamento dado pela polícia aos negros no país.

"Como testemunhamos dolorosamente nos últimos dias e semanas, as reformas nos departamentos de policiamento dos Estados Unidos continuam a ser insuficientes para impedir que pessoas afrodescendentes sejam mortas", disse em comunicado.

"Para inúmeras vítimas afro-americanas e suas famílias, nos Estados Unidos e em todo o mundo, a luta pela justiça continua. A batalha para conseguir levar à Justiça esses casos de uso excessivo da força ou de assassinato por parte da polícia e, ainda mais, ganhá-los, está muito longe de acabar", acrescentou Bachelet.

O julgamento

Derek Chauvin respondia a três acusações — homicídio em segundo grau, homicídio em terceiro grau e homicídio culposo — por ter passado 9 minutos e 29 segundos ajoelhado sobre o pescoço e costas de Floyd, que já havia sido dominado e dizia que não conseguia respirar.

A pena será anunciada em dois meses, mas, se receber a pena máxima, ele pode pegar até 75 anos de prisão: 40 pelo homicídio em segundo grau, 25 pelo homicídio em terceiro grau e 10 pelo homicídio doloso.

A acusação de homicídio em segundo grau, que consiste em um crime não-planejado, mas com desprezo à vida humana, é a mais grave. O homicídio em terceiro grau existe apenas em alguns estados norte-americanos e diz respeito a atos intencionais, mas que levam a uma morte não-planejada. O homicídio culposo é a modalidade mais leve.

Últimas