Internacional Premiê canadense responsabiliza Putin por crimes de guerra na Ucrânia

Premiê canadense responsabiliza Putin por crimes de guerra na Ucrânia

Justin Trudeau diz que ataques contra infraestruturas civis, como hospitais e estações de trem, são exemplos de violações graves

AFP
Justin Trudeau (no telão) em evento de suporte para a Ucrânia

Justin Trudeau (no telão) em evento de suporte para a Ucrânia

Janek Skarzynski/AFP - 9.4.2022

O primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, declarou nesta quarta-feira (13) que o presidente da Rússia, Vladimir Putin, é responsável por crimes de guerra na Ucrânia e que o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, está correto ao chamar as ações da Rússia de genocídio.

Durante uma entrevista coletiva, Trudeau afirmou que os ataques russos a civis, hospitais, estações ferroviárias e os relatos de estupros sofridos por mulheres e meninas ucranianas são "crimes de guerra pelos quais Putin é responsável".

O primeiro-ministro canadense acrescentou que, embora existam processos concretos para determinar o que é genocídio, ele concorda em usar o termo para se referir às ações russas na Ucrânia e "ao que Vladimir Putin fez".

Na terça-feira (12), Biden declarou que Putin está cometendo "genocídio" na Ucrânia, justificando suas palavras com o argumento de que acredita que o presidente russo está tentando apagar a identidade ucraniana.

No dia 29 de março, o Canadá anunciou que enviará uma equipe de policiais ao TPI (Tribunal Penal Internacional, com sede em Haia, na Holanda, para investigar supostos crimes de guerra, genocídio e crimes contra a humanidade que as tropas russas possam ter cometido na Ucrânia.

Trudeau se referiu à presença dos agentes canadenses como um sinal de que Ottawa está agindo para responsabilizar a Rússia e Putin por seus crimes.

Últimas