Internacional Premiê da Armênia denuncia tentativa de golpe de Estado militar

Premiê da Armênia denuncia tentativa de golpe de Estado militar

Pashinyan está sob pressão da oposição que exige sua renúncia desde a derrota militar no conflito de Nagorno Karabakh

  • Internacional | Da AFP

Estado-Maior pediu a saída de Pashinyan após destituição de general

Estado-Maior pediu a saída de Pashinyan após destituição de general

AFP - 06/10/2020

O primeiro-ministro armênio, Nikol Pashinyan, denunciou nesta quinta-feira (25) uma tentativa de golpe de Estado militar depois que o Estado-Maior do exército pediu a renúncia de seu governo.

"Considero que a declaração do Estado-Maior é uma tentativa de golpe de Estado militar. Peço a todos os nossos partidários que se reúnam na Praça da República em Yerevan", escreveu Pashinyan em sua página no Facebook.

Em uma mensagem ao vivo nesta rede social, Pashinyan anunciou a destituição do general Onik Gasparian do comando do Estado-Maior.

A oposição também tem a intenção organizar protestos.

Na quarta-feira, Pashinyan demitiu um auxiliar de Gasparian, o que levou o Estado-Maior a pedir sua renúncia por considerar que o primeiro-ministro "não está mais em condições de tomar as decisões necessárias".

Pashinyan está sob pressão da oposição que exige sua renúncia desde a derrota militar da Armênia para o Azerbaijão em 2020 no conflito de Nagorno Karabakh.

Últimas