Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

'Rússia humilha a democracia': Ucrânia denuncia 'hipocrisia' de chanceler russo

Após discurso de autoridade russa, ucranianos afirmaram que país rival é, na realidade, grande violador de direitos 

Internacional|Do R7

Serguei Lavrov presidiu ontem (24) um Conselho de Segurança sobre a "defesa dos princípios" da Carta da ONU
Serguei Lavrov presidiu ontem (24) um Conselho de Segurança sobre a "defesa dos princípios" da Carta da ONU Serguei Lavrov presidiu ontem (24) um Conselho de Segurança sobre a "defesa dos princípios" da Carta da ONU

O governo da Ucrânia denunciou nesta terça-feira (25) a "hipocrisia" do ministro das Relações Exteriores da Rússia, Serguei Lavrov, que presidiu ontem (24), em Nova York, um Conselho de Segurança sobre a "defesa dos princípios" da Carta da ONU.

"Um completo circo hipócrita. Lavrov preside o Conselho de Segurança da ONU justificando a guerra, os massacres, a destruição total...", criticou no Twitter Mykhailo Podolyak, conselheiro do presidente ucraniano Volodimir Zelensky.

Leia também

"A Rússia humilha claramente a democracia, a liberdade, as convenções", reiterou. A autenticidade da mensagem de Podolyak foi confirmada à AFP por uma fonte da presidência ucraniana.

O chefe da diplomacia russa, Serguei Lavrov, está desde segunda-feira em Nova York. A Rússia ocupa a presidência rotativa do Conselho de Segurança da ONU até o final de abril.

Publicidade

Na segunda-feira, o ministro russo afirmou que o sistema das Nações Unidas "está enfrentando uma crise profunda". Ele acusou o Ocidente, e em particular os Estados Unidos, de serem responsáveis.

Nesta terça-feira, ele deve presidir uma sessão de debates sobre a situação no Oriente Médio e conceder uma entrevista coletiva, mais de um ano após o início da invasão da Ucrânia.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.