Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Segunda proclamação do rei Charles 3º ocorre no Royal Exchange, em Londres 

Primeira cerimônia foi televisionada do Palácio de Saint-James mais cedo neste sábado (10)

Internacional|Do R7, com AFP e EFE


Charles 3º foi proclamado rei uma segunda vez no Royal Exchange, em Londres
Charles 3º foi proclamado rei uma segunda vez no Royal Exchange, em Londres

Charles 3º foi proclamado rei uma segunda vez no Royal Exchange, na cidade de Londres, às 12 horas do horário local (8h em Brasília) deste sábado (10). Proclamações separadas serão lidas na Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte às 12 horas do próximo domingo (11).

A proclamação foi seguida por um grito de “Deus Salve o Rei”. Logo depois, o primeiro verso do hino nacional britânico foi tocado e a multidão aplaudiu o novo monarca. 

A primeira cerimônia de proclamação de Charles 3º foi televisionada do Palácio de Saint-James, também em Londres, mais cedo neste sábado. O evento ocorreu na presença do herdeiro William, da rainha consorte Camilla, da primeira-ministra Liz Truss e seus antecessores vivos, o Conselho da Ascensão assinou e anunciou a proclamação do novo rei.

Embora o herdeiro tenha sucedido sua mãe, a rainha Elizabeth 2ª, automaticamente após a morte dela, na última quinta-feira (8), este foi o evento tradicional em que o poder político britânico o reconheceu oficialmente como soberano.

Publicidade

Em uma segunda parte da cerimônia, Charles 3º fez um discurso, leu e assinou um juramento. O evento foi o primeiro ato oficial de Charles 3º como chefe de Estado e é diferente da coroação, evento de grande pompa que deve acontecer nos próximos meses.

Futuro complicado

Após a enorme popularidade de Elizabeth 2ª, a ascensão de Charles 3º, menos apreciado pela opinião pública, abre um período delicado para uma monarquia que enfrenta múltiplos desafios, desde o desejo de alguns países da Commonwealth de se distanciar até as críticas ao seu passado colonial e escravista.

Publicidade

Além disso, o Reino Unido enfrenta sua pior crise econômica em 40 anos e viu quatro primeiros-ministros passarem em seis anos.

As divisões correm por todo o país sobre o Brexit e sobre os desejos de independência na Escócia e na Irlanda do Norte.

Mas, aplaudido por milhares de pessoas em sua chegada ao palácio na sexta-feira, o novo rei pode estar começando a conquistar o coração de alguns britânicos.

Leia também

Ao mesmo tempo, na Escócia, sua capital Edimburgo se prepara para as primeiras homenagens públicas ao caixão da rainha Elizabeth 2ª, que morreu enquanto passava o verão lá.

No domingo, o caixão da rainha será transferido do Castelo de Balmoral para o Palácio de Holyroodhouse em Edimburgo, a residência oficial dos monarcas na Escócia, e um dia depois para a vizinha Catedral de St. Giles.

A sua viagem de avião a Londres está marcada para a próxima terça-feira (13). Na cpital britânia, irão ocorrer vários dias de homenagem pública e um funeral de Estado, em data a definir, na Abadia de Westminster com dignitários de todo o mundo, incluindo o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.