Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Trégua no mar: Filipinas salvam chinês que decepou polegar com pá de ventilador em área tensa

Engenheiro a bordo de cargueiro com bandeira de Hong Kong precisou ser resgatado para ser atendido em terra

Internacional|Do R7


Chinês decepou o dedo com pá de ventilador e precisou de socorro de filipinos Divulgação/Guarda Costeira das Filipinas – 05.07.2024

A China e as Filipinas travam uma intensa e longa disputa pelo Atol Ayungin (Second Thomas, em inglês), também chamado de Ren’ai Jiao pelos chineses. A tensão é tão grande que há registros de navios chineses que cercam, batem de propósito e até disparam jatos d’água em barcos com comida que os filipinos levam para os pescadores.

Também já houve um episódio em que chineses usaram machados para espantar filipinos e até furaram barcos infláveis para afastar os rivais do atol, localizado no Mar da China Meridional, um corredor marítimo que escoa US$ 3 trilhões por ano em mercadorias. Por outro lado, as Filipinas encalharam, de propósito, um pesqueiro no banco de areia.

Apesar da coleção de agressões de ambos os lados, as Filipinas fizeram um gesto para salvar a vida de um engenheiro chinês a bordo de um navio com bandeira de Hong Kong – um enclave capitalista na China comunista. O tripulante decepou, sem querer, o polegar de uma das mãos quando mexia com a pá de um ventilador. O sangramento colocou a vida dele em risco.

Engenheiro ferido estava a bordo de navio com bandeira de Hong Kong Divulgação/Guarda Costeira das Filipinas – 05.07.2024

Segundo a Guarda Costeira das Filipinas, foi necessário um resgate médico que durou mais de 2 horas que incluiu o translado do paciente para um hospital em terra. O caso ocorreu na manhã da última quinta (4) a cerca de 130 km a oeste do porto de Semirara, no oeste do país.

Publicidade

O oficial, de 35 anos, sofria com as fortes dores precisou de tratamento hospitalar no meio do trajeto da embarcação, que partiu de Nansha, na China, com destino a Tanjung Bara, na Indonésia. As Filipinas, então, enviaram uma embarcação que estava a cerca de 3 km de distância e salvaram o homem.

Tensão entre China e Filipinas

A China não reconhece a região do atol, um banco de areia de cerca de 21 km de comprimento, como parte do território filipino. O local é palco de uma escalada de tensão nos últimos anos de ambos os lados.

No fim dos anos 1990, os filipinos encalharam, de propósito, o navio BRP Sierra Madre no atol no final dos anos 1990 a fim de conter a expansão da China. Os marinheiros que vivem no Sierra Madre dependem de suprimentos, levados pela Guarda Costeira das Filipinas, para sobreviver.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.