Internacional Vídeo flagra menina de 11 anos socando garoto maior e choca a Escócia

Vídeo flagra menina de 11 anos socando garoto maior e choca a Escócia

A garota não perdoou o marmanjo que nada fez enquanto sofria o ataque

  • Internacional | Do R7

Garoto bem mair que a agressora não revidou violência

Garoto bem mair que a agressora não revidou violência

Reprodução/The Sun

A Escócia está surpreendida com a violência de uma pequena menina filmada (vídeo no fim da matéria) socando várias vezes a cara de um colega maior. De acordo com o site britânico The Sun, a garota tem aproximadamente 11 anos e pertence a uma escola no condado de Lanarkshire na Escócia.

Nas imagens a pequena agressora não aparenta ter o menor remorso do grandalhão a sua frente, e além de socar o menino, ela também o ofende verbalmente constantemente. O garoto se recusa a responder os atos e permanece inerte enquanto recebe os golpes.

Aparentemente, a pequena criminosa foi incentivada por um colega que filmou a cena toda. A polícia acredita que o jovem agredido já deve ter sofrido outras agressões e é uma provável vítima bullying.

Americano atrapalhado deixa diamantes de R$800 mil no carro e perde tudo

Conheça os cinco países mais perigosos para mulheres no mundo

Venezuelano mata a mãe em ritual para salvar Chávez do câncer

O vídeo repercutiu por toda a Grã-bretanha e foi fortemente condenado nas redes sociais. Em consequência disso, a família da garota passou a receber ameaças e foi obrigada a deixar a residência em Lanarkshire.

O pai da garota falou que ela sabe o que fez de errado e agora teme represálias contra a família, por isso fugiu da cidade.

—Existe uma série de ameaças, pois o vídeo se tornou viral. Ainda não resultou em violência. Mas não é seguro (permanecer aqui) diante do que se passou.

No entanto, parentes da suposta vítima disseram que não querem vingança.

O vídeo

O vídeo mostra a menina impedindo a passagem de um colega maior, que está voltando para casa. A garota fala mal e agride o menino, este por sua vez, diz que não irá revidar já que ela é uma mulher.

Um porta-voz do Conselho de North Lanarkshire disse na quarta-feira (16) à noite:

— Uma investigação completa na escola será realizada e uma ação será tomada. Bullying de qualquer tipo não é tolerado. 

Richard Piggin, da organização BeatBullying, acrescentou:

—Não podemos ignorar os seus (do bullying) efeitos muitas vezes devastadores.

IMAGENS FORTES:

Últimas