Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Acidente em BH termina com carros capotados e quatro pessoas feridas

Veículos bateram em um cruzamento do bairro Serra, na região centro-sul; um dos carros era de transporte por aplicativo

Minas Gerais|Andreia Silva e Mayara Folco, da Record TV Minas

Acidente aconteceu no início da manhã
Acidente aconteceu no início da manhã Acidente aconteceu no início da manhã

Ao menos quatro pessoas ficaram feridas em um acidente entre dois carros, no início da manhã deste domingo (21), no bairro Serra, na região centro-sul de Belo Horizonte.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, os veículos bateram no cruzamento das ruas Palmira e Desembargador Mario Matos. Com o impacto, os veículos capotaram.

· Compartilhe esta notícia no Whatsapp

· Compartilhe esta notícia no Telegram

Publicidade

Um dos carros era de transporte por aplicativo. O motorista, um homem de 54 anos, teve ferimentos leves no joelho e no braço. O passageiro, de 40 anos, não se feriu.

O condutor, que preferiu não se identificar, relatou à reportagem que passava pela rua Palmira, quando o carro foi atingido por outro veículo que descia a rua Desembargador Mário Matos.

Publicidade

A vítima ficou presa no carro e não conseguiu ver os ocupantes do outro veículo que, segundo o Corpo de Bombeiros, eram três jovens de 21 a 23 anos.

As vítimas foram retiradas do interior dos veículos e receberam os primeiros-socorros dos bombeiros ainda no local. Na sequência, equipes do Samu (Serviço de Atendimento Médico de Urgência) levaram os jovens para o Hospital de Pronto-Socorro João 23.

Publicidade

Segundo a polícia, o motorista não passou pelo teste do bafômetro, já que precisou ser levado para o hospital.

A dinâmica do acidente será investigada.

Problemas

Moradores se queixam do número de acidentes na região, principalmente nos fins de semana. Eles relatam que às sextas, sábados e domingos são promovidos bailes funk no Aglomerado da Serra e que os frequentadores saem do evento dirigindo embriagados pelas ruas do bairro.

"Se não bastasse os bailes funks, de onde as pessoas saem dirigindo embriagadas, ainda tem o desrespeito com a sinalização. Motoristas passam em alta velocidade na parada obrigatória", disse uma das pessoas que acompanhavam o trabalho.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.