Minas Gerais Decreto de Zema regulamenta auxílio de R$ 600 até 1º de agosto 

Decreto de Zema regulamenta auxílio de R$ 600 até 1º de agosto 

Governo também abriu crédito de R$ 648 milhões para realizar o pagamento a pessoas em extrema pobreza em Minas Gerais

  • Minas Gerais | Lucas Pavanelli, do R7

Auxílio de R$ 600 será pago até agosto

Auxílio de R$ 600 será pago até agosto

Marcello Casal JrAgência Brasil - 13.10.2020

Um decreto assinado pelo governador Romeu Zema (Novo) nesta terça-feira (15) regulamenta o pagamento do benefício de R$ 600 a famílias em extrema pobreza em Minas Gerais. A expectativa é que o benefício seja pago até 1º de agosto. 

De acordo com o texto, o calendário de depósito dos pagamentos será feito em conjunto com a instituição financeira. Na última semana, o Governo de Minas afirmou que cogitava, em conjunto com a Assembleia Legislativa, construir um novo cronograma de pagamento para o benefício. Isso porque o governo federal cogita prorrogar. por mais três meses, o auxílio emergencial no valor entre R$ 175 e R$ 350.

Renda Minas: auxílio de R$ 39 será pago pelo governo a partir do dia 13

A ideia seria pagar o benefício "Força Família", como foi chamado pela Assembleia de Minas, logo após o término do auxílio financeiro concedido pelo governo federal. 

No entanto, o decreto publicado hoje estabelece o dia 1º de agosto como data limite para o pagamento do beneficio em Minas Gerais. 

Recursos

Em outro decreto, o governador Romeu Zema autoriza o Estado a abrir crédito suplementar no valor de R$ 648 milhões para realizar o pagamento do benefício. O valor é suficiente para pagar uma parcela de R$ 600 a 1.080.000 pessoas. Os recursos sairão do Fundo Estadual de Erradicação da Miséria. 

Regras

O socorro financeiro é uma iniciativa da Assembleia e consta no projeto Recomeça Minas,  aprovado no mês passado pelo Legislativo, que visa reaquecer a economia do Estado e auxiliar os setores afetados pela pandemia de covid-19.

A proposta vai atender cerca de 1,08 milhão de famílias que têm renda mensal de até R$ 89 por pessoa. De acordo com o decreto assinado nesta terça, os beneficiários com essa renda que estavam até cadastrados, até 21 de maio, no CadÚnico como responsáveis por domicílio localizado no Estado. 

Últimas