Minas Gerais Governo começa a cobrar CRLV 2023 para veículos com placas de final 4, 5 e 6 em MG

Governo começa a cobrar CRLV 2023 para veículos com placas de final 4, 5 e 6 em MG

Automotores com modelos 7, 8, 9 e 0 deverão ter a documentação atualizada até 31 de outubro; veja como acessar o documento

  • Minas Gerais | Daniel Maia*, do R7

Exigência já está valendo no estado

Exigência já está valendo no estado

Reprodução / Flickr

Os carros com placas terminadas em 4, 5 e 6 já estão com a obrigatoriedade de apresentar o CRLV (Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo) 2023. A cobrança começou a valer neste domingo (1°).

O prazo de licenciamento para veículos com placas terminadas em 1, 2 e 3 vai até o dia 31/08. Já os automotores com placas 7, 8, 9 e 0 deverão ter a documentação atualizada até 31 de outubro.

Compartilhe esta notícia no WhatsApp
Compartilhe esta notícia no Telegram

O Governo de Minas destaca que, para obter o documento do ano, é indispensável o pagamento do IPVA (Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores), seguro obrigatório até 2021, e a TRLAV (Taxa Anual de Renovação de Licença de Veículo) e eventuais multas. O veículo também não pode estar sujeito a restrições judiciais ou administrativas.

A infração para casos de documetação desatualizada é considerada gravissíma, com registro de sete pontos na habilitação, remoção do veículo para um pátio credenciado e multa de R$ 293,47, conforme determina o (CTB) Código de Trânsito Brasileiro.

Saiba como acessar o CRLV

No site do (DER) Departamento de Estradas e Rodagens, é possível verificar se existem pendências e também imprimir o CRLV.

Para acessar o documento, basta informar a placa, o número do Certificado de Registro do Veículo (CRV), o Renavam e, por fim, o CPF ou CNPJ. A impressão deve ser de boa qualidade, em papel sulfite branco e no formato A4, com tinta preta, em página única, possibilitando a leitura do QR-Code. 

O serviço também está disponível no aplicativo MG App, no portal de serviços da Secretaria Nacional de Trânsito (Senatran) ou no aplicativo Carteira Digital de Trânsito (CDT).

*Estagiário sob supervisão de Pablo Nascimento 

Últimas