Minas Gerais Grupo que fraudava veículos para leilões é alvo de operação em Minas

Grupo que fraudava veículos para leilões é alvo de operação em Minas

Ministério Público e Policias Civil e Militar cumpriram 15 mandados de busca e apreensão; há policiais civis envolvidos no esquema

Mandados de busca e apreensão em sete cidades mineiras durante a Operação Lavoisier

Mandados de busca e apreensão em sete cidades mineiras durante a Operação Lavoisier

Reprodução/ Ministério Público

O Ministério Público de Minas Gerais, juntamente com as Polícias Civil e Militar, cumpriu 15 mandados de busca e apreensão em sete cidades mineiras durante a Operação Lavoisier. A ação tem como objetivo investigar um grupo criminoso que atua fraudando e falsificando registros de veículos apreendidos para leilões em pátios credenciados do Detran-MG. Segundo o Ministério Público, há policiais civis envolvidos no esquema.

Os mandados foram cumpridos em Belo Horizonte, Ipatinga, Guanhães, Diamantina, Governador Valadares e Pedra Azul. Segundo as investigações, o grupo incluía veículos apreendidos pela polícia em leilões sem autorização, dificultando a reparação dos danos ao carro e a restituição do bem ao proprietário.

Além disso, os criminosos retiravam peças dos veículos apreendidos, a fim de revendê-las ou torná-los menos atrativos nos leilões, abaixando o preço do veículo para que outros integrantes do grupo pudessem comprá-lo.

Os criminosos também encomendavam ou receptavam veículos furtados ou roubados, utilizando as peças deles para revenda ou uso em outros veículos que se envolveram em acidentes.

A Polícia Civil informou que participou da operação, mas não deu mais detalhes sobre as investigações.

*Estagiária sob supervisão de Antônio Paulo

Últimas