Minas Gerais Kalil diz que BH não terá aumento na tarifa de ônibus neste ano

Kalil diz que BH não terá aumento na tarifa de ônibus neste ano

Prefeito conta que o município tenta um acordo judicial para solucionar o impasse com as empresas de transporte

  • Minas Gerais | Pablo Nascimento, do R7

Reprodução / Record TV Minas

Alexandre Kalil (PSD), prefeito de Belo Horizonte voltou a afirmar, nesta quinta-feira (9), que o valor da passagem de ônibus na cidade não terá aumento neste ano. O político disse que o município tenta um acordo Judicial para resolver o impasse com as empresas de transporte.

"Estamos tentando de toda forma para que não haja o aumento para o usuário. Este ano eu tinha dito que não iria acontecer e, obviamente, não vai acontecer. Estamos caminhando para o final de dezembro. Estamos aqui numa luta e engenharia séria para um tentar acordo na Justiça e, depois, levar para a Câmara, onde espero que todos pensem na popuçação, com uma proposta justa que não acarrete um custo muito grande para a prefeitura", detalhou.

A declaração foi feita após uma reunião com o Setra-BH (Sindicato das Empresas de Transporte Público de Belo Horizonte). Kalil contou, também, que o problema do transporte público afeta outras cidades, devido ao aumento dos custos.

Nesta segunda-feira, representantes da capital mineira também se reuniram, em Brasília, com prefeitos de outras cidades com mais de 100 mil habitantes.

De acordo com o prefeito, há uma discussão no governo federal sobre um possível subsídio no valor da passagem. "Tudo que é gratuito no ônibus sai do bolso do catracado, o que paga pasagem. Isso não é justo. Se a lei federal exige gratuidade, que o governo federal banque. Se for do governo municipal, ele que banque. O que não é certo é toda gratuidade cai no valor da tarifa", avaliou.

Raul Lycurgo Leite, presidente do Setra-BH, avalia que uma possível solução para se evitar o colapso do transporte seria a prefeitura ofertar subsídios para arcar com a gratuidade oferecida a alguns grupos, como de idosos, pessoas com deficiência e carteiros.

O último aumento da tarifa em BH aconteceu em 2018, quando a passagem passou de R$ 4,25 para R$ 4,50. A prefeitura não autorizou novos reajustes, alegando que as empresas de ônibus deveriam garantir cobradores dentro dos veículos e melhorar a qualidade do serviço.

Últimas