Minas Gerais Sequestrador baleado em BH segue internado um mês após o crime

Sequestrador baleado em BH segue internado um mês após o crime

Homem manteve o ex-enteado e um jovem sob cárcere por não aceitar o fim do namoro com a mãe da criança

Caso aconteceu na região de Venda Nova

Caso aconteceu na região de Venda Nova

RecordTV Minas/Reprodução

Leandro Mendes Pereira, homem que manteve um menino de 7 anos e um jovem de 23 em cárcere privado, em Belo Horizonte, segue internado no Hospital João 23, também na capital, um mês após o crime.

Por meio de nota, a Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública) informou que o criminoso, de 39 anos, deu entrada no Ceresp da Gameleira no dia 22 de setembro e na mesma data foi encaminhado para atendimento médico-hospitalar.

"Ele segue vinculado ao Ceresp, mas atualmente está em tratamento hospitalar externo sob escolta do Núcleo de Gestão de Escolta Hospitalar do Depen-MG", concluiu a nota da secretaria.

A Fhemig (Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais), que administra o hospital, não informa o estado de saúde do paciente por causa da lei de proteção de dados.

O caso

As vítimas passaram quase 16 horas sob a mira de Leandro, em uma casa no bairro Parque São Pedro, na região de Venda Nova. Elas foram libertadas após um sniper ter atirado contra o sequestrador. A ocorrência começou no dia 21 de setembro e só terminou na manhã seguinte.

A motivação do crime seria o fim do relacionamento com a ex-esposa. Segundo a Polícia Militar de Minas Gerais, na data do crime, o autor chegou na casa da vítima e tentou fazê-la refém. Porém, ela conseguiu fugir.

Ele, então, manteve em cárcere privado o filho da mulher e um irmão de criação dela, que também estavam na residência.

Após 16h de negociações sem sucesso, a PM decidiu atirar para resguardar a vida dos inocentes, visto que o local não era propício para que os agentes invadissem.

A criança e o jovem foram libertados em segurança e sem ferimentos. O menino saiu da casa abraçado a um policial que o carregava. Ambos passaram por atendimento psicológico oferecido pela PM e foram liberados.

Outro crime

Ainda segundo a polícia, o sequestrador é Leandro Mendes Pereira, já tinha histórico criminal. Em 2008, ele matou a então namorada, Rosana Batista Cândido, asfixiada com um sutiã e deixou um rato na boca da vítima. Ele foi condenado a 13 anos de prisão pelo crime e deixou a cadeia após pagar oito anos da pena.

Últimas