Minas Gerais UFMG identifica dois moradores com variante delta em BH

UFMG identifica dois moradores com variante delta em BH

Pacientes estiveram no Reino Unido e voltaram contaminados com a nova variante; esses são os primeiros casos na cidade

  • Minas Gerais | Lucas Pavanelli, do R7, com Enzo Menezes e Polyana Salles da RecordTV Minas

UFMG identificou duas amostras de variante delta

UFMG identificou duas amostras de variante delta

Divulgação/UFMG

Dois adolescentes que estiveram no Reino Unido e retornaram recentemente a Belo Horizonte foram diagnosticados com a variante delta do coronavírus. O sequenciamento genético foi feito no dia 16 de julho pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) a partir de amostras encaminhadas pela prefeitura.

A Prefeitura de Belo Horizonte e a SES-MG (Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais) foram notificadas sobre o assunto na semana passada. 

De acordo com o Executivo municipal, o CIEVS (Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde) foi notificado de um voo vindo do Reino Unido e iniciou o monitoramento de passageiros para detecção de possíveis casos. 

"Durante o processo, foi identificado que dois viajantes evoluíram para quadros suspeitos, como coriza e tosse", afirmou a prefeitura. Os passageiros fizeram exame RT-PCR no dia 16 de julho e as amostras foram encaminhadas ao Laboratório da UFMG. 

Ainda segundo a prefeitura, os dois pacientes, que passam bem, cumpriram período de isolamento domiciliar por 14 dias. 

Variante delta em Minas

De acordo com o Governo de Minas, com esses dois novos registros, são três as notificações de  casos da variante delta do coronavírus diagnosticados pela UFMG. O caso dos viajantes do Reino Unido são os primeiros identificados em Belo Horizonte até o momento.

"A SES-MG tem realizado um monitoramento restrito dos casos suspeitos da variante, a fim de coibir a disseminação da variante no estado", diz em nota.

Em Minas Gerais, das 1.517 amostras sequenciadas pela Funed (Fundação Ezequiel Dias), ligada ao governo estadual, uma é relacionada a essa variante. 

O primeiro caso foi identificado em Juiz de Fora, no mês de maio deste ano. O paciente veio da Índia e se deslocou de carro de São Paulo até Juiz de Fora, onde teria tido contato apenas com a esposa, cujo teste de Covid-19 teve resultado negativo. Ele foi internado preventivamente no dia 22 de maio oito na Santa Casa de Misericórdia de Juiz de Fora, e recebeu alta no dia 31 de maio.

Últimas