Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Comer açúcar causa diabetes?

Embora a doença possa provocar altos níveis de glicose no sangue, estes não são a origem dela

MonitoR7|Do R7

Um mito que se consolidou com o passar do tempo foi o de que, se ingerir açúcar demais, você vai desenvolver diabetes. A medicina já esclareceu que não existe uma relação direta, como muita gente imagina.

O diabetes tipo 1 — este representa de 5% a 10% dos casos — ocorre quando o pâncreas não produz insulina, porque as células responsáveis por fabricá-la são destruídas pelo sistema imunológico. E, geralmente, é diagnosticado em crianças e adolescentes, embora também possa ser encontrado em pacientes adultos.

Indivíduos com diabetes tipo 1 não desenvolveram a doença porque comeram açúcar demais. Eles precisam controlar a ingestão de doces porque são portadores da doença.

Já o diabetes tipo 2, também chamado de diabetes mellitus — responde por cerca de 90% de todos os casos —, pode ter uma relação indireta com o consumo de açúcar.

"Embora saibamos que o açúcar não causa diretamente diabetes tipo 2, você tem mais probabilidade de desenvolvê-lo se estiver acima do peso. Você ganha peso quando ingere mais calorias do que seu corpo precisa, e alimentos e bebidas açucarados contêm muitas calorias", explica em seu site a Sociedade Britânica de Diabetes.

Recomenda-se ingerir no máximo 30 g de açúcar por dia
Recomenda-se ingerir no máximo 30 g de açúcar por dia Recomenda-se ingerir no máximo 30 g de açúcar por dia

A endocrinologista Susanne Miedlich, do Centro Médico da Universidade de Rochester, nos EUA, afirma em um artigo que o diabetes tipo 2 "tem algumas raízes em fatores genéticos que resultam em resistência à insulina e possivelmente afetam a secreção de insulina".

A insulina permite à glicose — a principal fonte de energia do corpo, obtida a partir de carboidratos, como açúcares e amidos — viajar pelo sangue para todos os órgãos.

"O diabetes tipo 2 está associado ao excesso de peso ou à obesidade, já que esta última afeta a resistência à insulina. Também ocorre com mais frequência em certas etnias e tem sido relacionado ao colesterol elevado e à pressão sanguínea alta", diz a médica.

Pessoas que têm um processamento adequado de glicose e não estão acima do peso, por exemplo, tendem a não enfrentar dificuldades com a ingestão de açúcar.

Mesmo assim, é preciso estar atento às quantidades. 

"A quantidade diária máxima recomendada de açúcar é de 30 g para adultos — o que resulta em apenas sete colheres de chá por dia. Dado que uma colher de sopa de ketchup contém cerca de uma colher de chá de açúcar, um biscoito de chocolate contém até duas, e uma pequena porção de feijões cozidos, quase três, você pode ver a rapidez com que as colheres de chá se completam", ressalta a Sociedade Britânica de Diabetes.

Quem tem o diagnóstico de diabetes tipo 2 deve adotar uma dieta ainda mais restritiva.

"Quando a glicose não é processada adequadamente, seus níveis aumentam fora e dentro das células, o que pode causar danos fatais a muitos órgãos vitais ao longo do tempo", esclarece Susanne.

Diabéticos podem ter problemas sérios de visão, nos rins e em nervos. Por isso, é fundamental monitorar os níveis de glicose no sangue em check-ups periódicos.

Creatinina, TSH, ALT... O que os exames de sangue mostram sobre as funções do organismo?

" gallery_id="64d3de84c012ad26cb000073" url_iframe_gallery="monitor7.r7.com/comer-acucar-causa-diabetes-18082023"]

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.