Autos Carros [Avaliação] Argo 1.3 S Design é equipado e com câmbio manual

[Avaliação] Argo 1.3 S Design é equipado e com câmbio manual

Versão intermediária é econômica e equipada com a esportividade do câmbio manual

Resumindo a Notícia

  • Com etanol o carro rendeu 8,2km/l na estrada e 10,5km/l
  • Motor rende 109 cv com torque de 14,2 kgfm
  • Modelo conta com multimídia Uconnect 7
  • Carro vem equipado com controles de tração e estabilidade
Modelo ganhou assistente de saída em rampas, faróis de neblina, chave presencial e partida do motor por botão

Modelo ganhou assistente de saída em rampas, faróis de neblina, chave presencial e partida do motor por botão

Marcos Camargo Jr. 02.09.2021

No mundo de hoje os carros mais equipados utilizam quase sempre transmissão automática enquanto os poucos modelos manuais geralmente são os mais simples. Ao renovar o Fiat Argo para 2022 a oferta da versão 1.3 S Design fica mais equipada mantendo o câmbio manual por um preço mais acessível em um pacote bem completo.

FIAT ARGO 1.3 S Design vale R$ 73,7 mil? Melhor que Onix, HB20, Polo e Sandero equivalentes? Veja o vídeo!

Não que R$ 73,7 mil seja exatamente acessível mas não realidade atual de carros caros o Argo 1.3 é uma opção interessante. Na linha 2022 ele traz novos emblemas na cor bronze, moldura de pára-choque na mesma cor, friso lateral em preto brilhante e rodas de liga leve em cinza grafite. Até o emblema “S Design” que destoa do conjunto ganhou moldura na cor bronze e bandeira da Itália.

Linha 2022 tem rodas de liga leve em cinza grafite

Linha 2022 tem rodas de liga leve em cinza grafite

Marcos Camargo Jr. 02.09.2021

Por dentro o modelo 2022 também ganhou volante revestido em couro, novo tecido boa bancos estilizado especificamente para a versão e costura com linha na cor bronze. Talvez o consumidor nem perceba essa sutil diferença. No painel, o tabelier ganhou um aplique na mesma cor dos emblemas e há surpresas interessantes como a oferta de ar condicionado digital, algo incomum nesta categoria.

Modelo tem central multimídia Uconnect 7

Modelo tem central multimídia Uconnect 7

Marcos Camargo Jr. 02.09.2021

Novos equipamentos
Essencialmente o carro é o mesmo mas agora há controles de tração e estabilidade em prol da segurança assim como assistente de saída em rampas, faróis de neblina, chave presencial e partida do motor por botão. Apesar da multimídia Uconnect 7, há apenas sensor de estacionamento sem câmera de ré.

Carro ganhou volante revestido em couro

Carro ganhou volante revestido em couro

Marcos Camargo Jr. 02.09.2021

Motor é o melhor da gama
Ainda à espera dos motores turbo o Argo S Design traz o propulsor 1.3 Firefly quatro cilindros aspirado que rende 101/109cv e até 14,2kgfm de torque com a conhecida transmissão manual de cinco marchas. Muito melhor do que o velho Fire de 88cv ainda usado na Strada e que o próprio 1.0 Firefly das versões mais em conta, o motor 1.3 traz consumo contido e potência à medida.

Modelo tem friso lateral em preto brilhante

Modelo tem friso lateral em preto brilhante

Marcos Camargo Jr. 02.09.2021

Mesmo com excessivo acerto de conforto na suspensão macia, o Argo compensa o molejo com os controles de tração e estabilidade em situações mais extremas. A fórmula é bem tradicional, mas o Argo 1.3 S Design reúne uma versão equipada com um motor eficiente por um preço interessante considerando os concorrentes.

Carro ganhou sensor de estacionamento sem câmera de ré

Carro ganhou sensor de estacionamento sem câmera de ré

Marcos Camargo Jr. 02.09.2021

Ao rodar uma semana com o Argo 1.3 com etanol o carro rendeu 8,2km/l na estrada e 10,5km/l na estrada segundo o computador de bordo do veículo.

Modelo é oferecido por R$ 73,7 mil

Modelo é oferecido por R$ 73,7 mil

Marcos Camargo Jr. 02.09.2021

E quem são os concorrentes?
O Argo 1.3 está em uma posição diferenciada no segmento. Os compactos estão saindo de motorizações intermediárias como o Hyundai HB20 1.6 e o Renault Sandero 1.6 já extintos. Na faixa dos R$ 70 mil o Argo teria concorrentes turbinados mais caros como o Onix LT MT 2022 que não tem os mesmos equipamentos e custa R$ 74,6 mil. O Fiat também custa mais que o Sandero 1.0 GT Line que é igualmente menos equipado e potente e além de tudo custa mais: R$ 76,8 mil. Quando comparado com o Volkswagen Polo 1.6 MSi de R$ 77 mil, o Argo é mais em conta com itens não disponíveis no concorrente. Na ponta do lápis, o Argo só é mais caro que o HB20 1.0 já turbinado não versão Evolution que custa R$ 70 mil.

Últimas