Christina Lemos 'PIB de São Paulo não é golpe de sorte', diz Doria

'PIB de São Paulo não é golpe de sorte', diz Doria

Economia do estado registrou crescimento de 7,1% no segundo trimestre do ano, contra 1,8%, do Brasil. Reunião do secretariado sinaliza para metas do pré-candidato à presidência. Rodrigo Maia faz primeira participação, à direita do tucano

Na reunião de secretariado desta segunda-feira (20), quando tradicionalmente cada um dos secretários tem rigorosamente 2 minutos para se pronunciar, o ex-ministro e Secretário de Fazenda e Planejamento, Henrique Meirelles, trouxe o dado que mais agradou ao governador. O PIB do estado registrou um crescimento de 7,1% no segundo trimestre do ano. “Está a 7% acima do nível pré-pandemia”, frisou Meirelles.

“Isso não é golpe de sorte, isso é gestão, é planejamento”, reforçou o governador João Doria, solicitando que o gráfico sobre o dado voltasse a ser exibido para a platéia de cerca de 45 presentes. Apenas dois jornalistas, um do portal r7 e outro da Recordtv, participaram do encontro fechado, como convidados.

Meirelles insistiu na comparação entre o desempenho da economia do estado de São Paulo e a do país. No período, o Brasil registrou PIB de 1,8%. O ex-ministro da Fazenda fez questão de ressaltar que se o desempenho do estado fosse excluído da conta nacional, o resultado do produto interno bruto do país seria muito menor. E chamou a atenção para a alta da inflação, destacando que o dado projeta uma redução das previsões de crescimento para o ano que vem.

Rodrigo Maia, ao lado de João Doria, na sua primeira reunião de secretariado

Rodrigo Maia, ao lado de João Doria, na sua primeira reunião de secretariado

Christina Lemos/Record TV

Pela primeira vez, o deputado licenciado e ex-presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM/RJ), participou e discursou na reunião de secretariado do governo de São Paulo. Maia é agora Secretário de Projetos e Ações Estratégicas de Doria, a quem se aliou após o desgaste sofrido com a derrota para a sucessão na presidência da Câmara. O episódio consolidou a posição do democrata de duro opositor a Bolsonaro.

Henrique Meirelles aponta crescimento do PIB de São Paulo em 7,1% no segundo trimestre

Henrique Meirelles aponta crescimento do PIB de São Paulo em 7,1% no segundo trimestre

Divulgação/Governo SP - 23.09.2020

Na reunião, Maia foi breve na apresentação de projetos, os quais começou a acompanhar há pouco tempo e frisou que está “aprendendo com o governador de São Paulo”. Destacou que o governo do estado gerou R$ 59,3 bilhões em benefícios, dos quais R$ 33,1 bi em investimentos e R$ 14,3 bi em desonerações. Indiretamente, admitiu que sua passagem pelo governo de São Paulo será breve, de cerca de 7 meses. “Em abril, eu terei de deixar a secretaria”, declarou. O prazo diz respeito à obrigatoriedade de desincompatibilização para os que pretendem concorrer à eleição.

Últimas