Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Luiz Fara Monteiro
Publicidade

Aeroportos de Congonhas e Montes Claros recebem nota máxima da Anac em inspeção de Resposta a Emergência

Aeródromos da Aena são os primeiros do país a atingir a nota A no Atestado de Capacidade Operacional

Luiz Fara Monteiro|Luiz Fara MonteiroOpens in new window


Aprimorar a segurança em todos os 17 equipamentos sob sua gestão no Brasil é um compromisso da concessionária @Gladstone_Campos +55 (11) 981-816-711

Dois aeroportos administrados pela Aena foram os primeiros do Brasil a receberem classificação A, que é a nota máxima em Resposta a Emergência (REA), durante inspeção realizada pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) para Certificação Operacional (Certop). No início de junho, o Aeroporto de Congonhas obteve um Atestado de Capacidade Operacional (Acop) A. No final do mesmo mês, o Aeroporto de Montes Claros (MG) também recebeu a nota máxima.

Esse reconhecimento comprova o compromisso da Aena em aprimorar a segurança operacional em todos os aeroportos sob sua gestão no Brasil. “O conceito A indica que houve conformidade em mais de 95% dos itens regulatórios da ANAC. Somos a única operadora de aeroportos do país detentora de Acop nota A em Resposta a Emergência, o que nos orgulha muito e nos faz ter a certeza de que estamos no caminho certo. A segurança é um pilar fundamental da Aena”, afirma Alan Veras, Gerente Corporativo de Operações da Aena.

A nota é resultado de um grande trabalho de toda a equipe da concessionária, com adequação e implantação de procedimentos, investimentos em equipamentos, treinamentos, substituição de trajes de proteção e retrofit de caminhões contra incêndio. Em sete meses de gestão, Congonhas passou da nota C para A, ao atingir 96,1% de cumprimento dos requisitos regulatórios.

Na inspeção de REA, são aferidos requisitos obrigatórios como o Serviço e Salvamento e Combate a Incêndio, Centro de Operações de Emergências, Posto de Coordenação Móvel, Serviço Médico de Emergência e demais recursos humanos, materiais e de infraestrutura para atendimento às emergências.

Publicidade

A Aena tem enorme orgulho dessa conquista e agradece a dedicação de suas equipes nas áreas corporativas e dos aeroportos envolvidos.

-- Sobre a Aena BrasilAena Brasil é marca registrada da espanhola Aena, considerada a maior operadora aeroportuária do mundo, em número de passageiros, pelo Conselho Internacional de Aeroportos, gerindo 78 aeroportos e dois heliportos em cinco países. A companhia também é a maior do país, administrando 17 aeroportos, em nove estados brasileiros, sendo responsável por 20% da malha aérea nacional e pela gestão de Congonhas, o segundo maior em número de embarques e desembarques. Em 2023, seus aeroportos movimentaram mais de 410 milhões de passageiros, sendo 283 milhões na Espanha e 41 milhões no Brasil. Desde 2020, gere os equipamentos de infraestrutura do Recife (PE), Maceió (AL), João Pessoa (PB), Aracaju (SE), Juazeiro do Norte (CE) e Campina Grande (PB). Em 2023, assumiu Congonhas (SP), Campo Grande (MS), Uberlândia (MG), Santarém (PA), Marabá (PA), Montes Claros (MG), Parauapebas (PA), Uberaba (MG), Altamira (PA), Ponta Porã (MS), Corumbá (MS). Os dois blocos são administrados por diferentes sociedades de propósito específico: Aeroportos do Nordeste do Brasil (ANB) e Bloco de Onze Aeroportos do Brasil (BOAB). Na Espanha, a Aena opera 46 aeroportos e 2 heliportos. É acionista controlador, com 51%, do aeroporto de Londres-Luton no Reino Unido, além de participar na gestão de aeroportos no México (12) e Jamaica (2).

Publicidade



Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.