Luiz Fara Monteiro Embraer quer vender 60 jatos comerciais na Malásia na próxima década

Embraer quer vender 60 jatos comerciais na Malásia na próxima década

Meta é para aeronaves com menos de 150 assentos. E195-E2 com pintura 'LionTech' chamou atenção em feira internacional 

E195-E2 com a pintura "TechLion"

E195-E2 com a pintura "TechLion"

Embraer - Divulgação

A Embraer informou que o E195-E2, jato comercial de corredor único mais eficiente e sustentável do mundo, esteve em exibição na primeira edição do Selangor Aviation Show. Apresentado com a pintura “TechLion”, que cobre toda a fuselagem, o E195-E2 foi apresentdo também no Dubai Air Show, no início de novembro.

Com a configuração de dois assentos de cada lado, o jato acomoda até 146 passageiros.

“O E195-E2 em exibição mostra como um jato regional equipado com as tecnologias mais avançadas e as mais baixas emissões de combustível e ruído pode trazer uma nova dimensão às viagens domésticas e regionais”, disse Dato 'Hasan Azhari, CEO da Invest Selangor Berhad.

“Com seu novo design e tecnologia, o E195-E2 é a aeronave de corredor único mais eficiente do mundo. Esta aeronave emite 25% menos emissões por assento do que um turboélice comum e tem os mais baixos níveis de ruído externo e emissões entre todas as aeronaves a jato”, disse Arjan Meijer, Presidente e CEO da Embraer Aviação Comercial.

Em sua perspectiva de mercado para 2021, a Embraer prevê uma demanda de 60 novas aeronaves comerciais com menos de 150 assentos na Malásia nos próximos 10 anos. Impulsionar essa demanda é a oportunidade de aeronaves com menos de 150 assentos complementarem aeronaves maiores, predominantes no país, e melhorar a viabilidade para estabelecer novas rotas ou aumentar a frequência das rotas existentes. Isso inclui o aumento da conectividade direta dentro da Península da Malásia, bem como a conectividade entre as cidades da Península com o Leste do país (Sabah e Sarawak).

“Acreditamos no potencial de multiplicação da conectividade doméstica e regional na Malásia. É uma situação em que todos ganham: o turismo doméstico prospera e os passageiros podem viajar para novos destinos com o conforto de um moderno jato comercial”, disse Meijer. “As companhias aéreas podem utilizar esses jatos regionais com a garantia de seus baixos custos operacionais e desempenho superior, juntamente com suas credenciais verdes. Incorporar as novas tecnologias e operações aprimoradas dos E-Jets E2 é um passo importante no caminho para uma indústria de aviação mais sustentável.”

Com um alcance de 2,600 milhas náuticas (cerca de 5,5 horas de voo), o E195-E2 é a maior das três aeronaves da família E-Jets E2. Entrou em operação no final de 2019, após a certificação de tipo das três principais autoridades regulatórias mundiais - a FAA (Administração Federal de Aviação dos Estados Unidos), a EASA (Agência Europeia de Segurança da Aviação) e a ANAC (Agência Brasileira de Aviação Civil). Atualmente, a aeronave é operada pela KLM, que conta com 53 E-Jets da Embraer em sua frota, pela Azul, que opera 55 E-Jets e voa para mais de 100 destinos no Brasil, além de companhias aéreas na Suíça, Espanha, Bielorrússia e Nigéria.

Últimas