Luiz Fara Monteiro Homem se recusa a usar máscara a bordo e ameaça quebrar pescoço de passageiro

Homem se recusa a usar máscara a bordo e ameaça quebrar pescoço de passageiro

Incidente ocorreu em voo da United Airlines rumo a Califórnia

“Você não vai acreditar no que aconteceu no meu voo”, diz a legenda do vídeo publicado por Alexandre Clark, um dos passageiros, numa rede social.

Era uma referência ao incidente a bordo de um voo da United Airlines para Los Angeles, ocorrido na última quinta-feira mas noticiado hoje após mais de 5 milhões de visualizações.

A cena mostra um homem que estava acomodado retirando a máscara facial e aos berros dizendo “Tirem-me daqui, eu não quero ir para Cali (Califórnia)”. O motivo do ataque de fúria teria sido quatro pedidos dos comissários para que ele colocasse a máscara e desligasse o telefone celular.

Ao se levantar para confrontar um dos comissários, o homem de boné, empurra violentamente o passageiro que sentava ao lado dele.

Já de pé, ameaça uma outra pessoa: 

“Vou encontrar seu nome, data de nascimento e endereço, vou descobrir seu número de seguro social antes de deixar esse voo”.

Quando outro passageiro tenta intervir, ele diz: “cuide da sua vida (ou) vou quebrar seu pescoço”. Por fim, o homem grita, ameaça o autor das filmagens e toma seu celular, exigindo que ele apagasse o vídeo. Após a confusão, ele é expulso do voo.

Não bastasse o elevado número de contágio e mortes causados pela pandemia, frequentemente são registrados incidentes semelhantes em alguns países.

No Brasil, por exemplo, um Boeing da Gol que cumpria o voo GLO1865 na rota entre Salvador e Brasília em fevereiro retornou à capital baiana depois que um passageiro se recusou a usar a máscara. A aeronave estava lotada. 

Em julho, foi a vez de um voo da Azul que ia de Belém (PA) a Congonhas (SP)  retornar ao destino depois que uma passageira se recusou a usar a máscara de proteção à Covid-19. A Polícia Federal registrou a ocorrência.

Últimas