Luiz Fara Monteiro Metas de redução de emissão de CO2 da Air France-KLM são aprovadas 

Metas de redução de emissão de CO2 da Air France-KLM são aprovadas 

Grupo se compromete a reduzir emissões de gases de efeito estufa do combustível tradicional em 30% por tonelada / quilômetro até 2030 vs. 2019, ano de referência

Air France - KLM: metas de redução de emissão de CO2 aprovadas

Air France - KLM: metas de redução de emissão de CO2 aprovadas

Air France - Divulgação

O Grupo Air France-KLM e suas companhias aéreas estão comprometidos em reduzir sua pegada ambiental como parte de uma abordagem transparente e responsável em relação à sustentabilidade, incluindo o comprometimento da Air France-KLM em reduzir emissões de gases de efeito estufa do combustível de aviação em 30% por tonelada de receita por quilômetro (RPK, em inglês) até 2030 em comparação a 2019. Nesse contexto, o Grupo Air France-KLM, o Air France Group e a KLM apresentaram suas metas de redução de emissões CO2, que foram recentemente aprovadas pela equipe de validação de metas do Science Based Targets initiative (SBTi). O SBTi aprovou as metas de redução de emissões de escopo 1 e escopo 3 do Grupo e confirmou que elas estão de acordo com uma meta bem abaixo de 2°C, conforme determinado pelo Acordo de Paris assinado em 2015.

"O Grupo projetou uma abordagem consistente, desenvolvida dentro da sua estratégia de Destination Sustainability, com o objetivo de redução de emissões CO2 com base em três pilares principais: renovação da frota, combustível de aviação sustentável e medidas operacionais", disse Benjamin Smith, CEO do Grupo Air France-KLM. "A aprovação do SBTi é um elemento chave para o Grupo garantir que a estratégia de descarbonização da Air France-KLM seja consistente com os objetivos científicos".

"Diante da emergência climática, ao lado de todas as companhias aéreas do Grupo Air France-KLM, a Air France está assumindo a responsabilidade e está totalmente comprometida em reduzir sua pegada de carbono", afirma Anne Rigail, CEO da Air France. "Este ano, criamos uma estratégia específica chamada Air France ACT, baseada em quatro pilares: a renovação acelerada de nossa frota, a utilização progressiva do SAF além dos requisitos franceses e europeus, o desenvolvimento da pilotagem ecorresponsável e a implementação da intermodalidade através de nossa cooperação reforçada com os operadores de trens. A aprovação de nossa redução de emissões de CO2 em 2030 pelo SBTi confirma a solidez de nosso roteiro de descarbonização, e continuaremos a compartilhar de forma transparente nossas ações e resultados com nossos clientes e o público em geral".

"Junto com o Grupo Air France-KLM e a Air France, a KLM tem fortes ambições quando se trata de tornar a aviação mais sustentável e equilibrar o desenvolvimento de nossa rede com o meio ambiente", disse Marjan Rintel, CEO da KLM. “Isto requer decisões fundamentais em relação à nossa frota, nossas operações e nosso uso de combustível. O Science Based Targets e a meta de redução de CO2 juntos proporcionam clareza e, ao mesmo tempo, implicam em grandes desafios. Para torná-los viáveis, trabalhamos junto uns com os outros e com nossos parceiros do setor para desenvolver soluções técnicas e inovações que apoiem a transição de energia na aviação".

Destination Sustainability, o programa de sustentabilidade do Grupo Air France-KLM

O Grupo Air France-KLM está comprometido em reduzir os impactos ambientais de suas atividades. Para isso, o Grupo estabeleceu uma meta de descarbonização baseada em três principais iniciativas do programa ‘Destination Sustainability’.

As iniciativas são as seguintes:

Um plano ambicioso de modernização e renovação das frotas das companhias aéreas do Grupo com aeronaves de última geração, emitindo 20-25% menos CO2 em comparação com as aeronaves antecessoras. Com o objetivo de ter 64% das aeronaves de nova geração na frota do Grupo até 2028, o Grupo está atualmente investindo mais de 2 bilhões de euros anuais para a aquisição de Airbus A220s, Airbus A320- e A321neos, Airbus A350s, Boeing 787s e Embraer 195-E2s, que estão entre as aeronaves mais eficientes em suas respectivas categorias.

O uso de Combustíveis Sustentáveis de Aviação (SAF). Estes combustíveis não-fósseis podem ser produzidos a partir de resíduos industriais ou domésticos em uma economia circular, e o SAF fornecido para a Air France-KLM não compete com a cadeia alimentar humana ou com a alimentação animal. A Air France e a KLM foram pioneiras no uso destes combustíveis alternativos, que desempenharão um papel fundamental na descarbonização do transporte aéreo, pois podem reduzir as emissões de CO2 em até 80% ao longo de seu ciclo de vida. Para esse propósito, dois acordos de off-take foram assinados em novembro de 2022, permitindo ao Grupo assegurar 3% do objetivo de incorporação de 10% de SAF até 2030.

A melhoria da eficiência operacional, favorecendo objetivos mais diretos e aplicando procedimentos que limitam o consumo de combustível (taxiamento monomotor, descida contínua etc.).

Além disso, a Air France-KLM está trabalhando com um setor mais amplo da aviação para acelerar o desenvolvimento de soluções inovadoras para concepção e manutenção de aeronaves, motores e combustíveis sintéticos, que são necessários para atingir emissões neutras na aviação.

*SBTI, uma abordagem científica em consonância com o Acordo de Paris

A iniciativa Science Based Targets (SBTi) é um órgão global que permite que empresas estabeleçam metas ambiciosas de redução de emissões de acordo com a ciência climática mais recente.

A iniciativa é uma colaboração entre o Carbon Disclosure Project (CDP), o Pacto Global das Nações Unidas, o World Resources Institute (WRI) e o World Wide Fund for Nature (WWF). O SBTi avalia e valida de forma independente as metas de emissões de CO2 das empresas com base em uma abordagem e critérios científicos.

Sobre o Grupo Air France-KLM

Um player global com uma forte base europeia, as áreas principais de negócio do Grupo Air France-KLM são o transporte de passageiros, de carga e manutenção aeronáutica.

A Air France-KLM é um grupo de companhias aéreas líder em termos de tráfego internacional a partir da Europa. Oferece aos clientes acesso a uma rede mundial de voos, cobrindo mais de 310 destinos graças à Air France, KLM Royal Dutch Airlines e Transavia, principalmente a partir de seus hubs em Paris-Charles de Gaulle e Amsterdã-Schiphol.

Seu programa de passageiro frequente Flying Blue é um dos líderes na Europa, com mais de 17 milhões de membros.

Junto a seus parceiros Delta Air Lines e Virgin Atlantic, a Air France-KLM opera a maior joint venture transatlântica, com mais de 340 voos diários em 2019.

A Air France-KLM também é membro da SkyTeam, a aliança dedicada a proporcionar aos passageiros uma experiência de viagem tranquila em cada etapa de sua jornada. Dezoito companhia aéreas membros trabalham juntas por meio de uma rede global e extensa de voos.

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas