Luiz Fara Monteiro United patrocina o Brazil Climate Summit e o SDGs in Brazil, do Pacto Global da ONU

United patrocina o Brazil Climate Summit e o SDGs in Brazil, do Pacto Global da ONU

Companhia que opera voos entre o Brasil e os Estados Unidos, e líder em investimentos para a produção de combustível de aviação sustentável, foi uma das patrocinadoras de eventos brasileiros voltados à sustentabilidade

United Airlines: líder em investimentos para a produção de combustível de aviação sustentável
United Airlines: líder em investimentos para a produção de combustível de aviação sustentável United Airlines - Divulgação

A United Airlines, uma das maiores companhias aéreas do mundo, que opera voos entre o Brasil e os Estados Unidos, e líder em investimentos para a produção de combustível de aviação sustentável, foi uma das patrocinadoras de dois eventos brasileiros voltados à sustentabilidade: Brazil Climate Summit, que aconteceu nos dias 13 e 14 de setembro, e SDGs in Brazil, promovido pela rede brasileira do Pacto Global da ONU nos dias 14 e 15 de setembro, ambos em Nova York.

Para Jacqueline Conrado, Country Manager da United Airlines no Brasil, o país é muito importante por ser um celeiro de iniciativas sustentáveis e comprometidas com o meio ambiente. Além disso, o setor de aviação tem que apresentar soluções de viagem mais flexíveis e responsivas à experiência do usuário, revolucionando inclusive a forma de fazer negócio. “Hoje, nós fazemos um trabalho muito mais focado em ouvir e perceber os inputs dos clientes como nunca, que não aparecem relacionados só a preço, mas a experiência de viagem, benefícios e, de forma prioritária, à preocupação com o meio ambiente e diversidade e inclusão”, diz.

Investimentos em sustentabilidade

A companhia, que investiu na produção futura de mais de cinco bilhões de galões de SAF (Sustainable Aviation Fuel, ou em português, combustível de aviação sustentável) – mais do que qualquer outra aérea no mundo –, anunciou em maio deste ano que usará uma mistura de SAF em voos partindo do Aeroporto Internacional de São Francisco.

A United também foi a primeira companhia aérea a se comprometer a atingir zero emissões líquidas de carbono até 2050, sem depender de compensações de carbono tradicionais. Com esse objetivo, já fez investimentos ou assinou contratos de compra com empresas que utilizam uma variedade de ingredientes e tecnologias para produzir SAF, incluindo matérias-primas como etanol, subprodutos animais, resíduos florestais e agrícolas e resíduos municipais, além de tecnologias promissoras em estágio inicial, como biologia sintética e energia para líquidos.

O braço de venture capital da empresa, United Airlines Ventures, realiza investimentos estratégicos que incluem captura de carbono, motores elétricos a hidrogênio, aeronaves regionais elétricas e táxis aéreos. Entre as iniciativas, a companhia realizou um aporte de US$ 15 milhões na Eve Air Mobility, tornando-se uma sócia minoritária no negócio, que faz parte da Embraer. Além disso, a empresa americana firmou um acordo de compra condicional de até 400 eVTOLs, aeronaves elétricas de quatro lugares e mais 200 opções, com as primeiras entregas previstas já em 2026, como parte de sua estratégia de investir em tecnologias de ponta, enquanto se posiciona como líder no investimento em sustentabilidade no setor da aviação e tecnologias inovadoras.

Aliança Eco-Skies e conscientização do consumidor e convite à ação

Por meio do Eco-Skies AllianceSM, um programa inovador da companhia projetado para que as empresas participantes trabalhem juntas para compartilhar o "prêmio verde", ou o custo associado à compra de combustíveis com emissões mais baixas, clientes corporativos têm a oportunidade de aumentar a transparência e viabilizar reduções verdadeiras e certificadas de emissões SAF associadas a viagens de pessoas ou mercadorias em voos da United.

A United também está educando os consumidores sobre a pegada de carbono de suas viagens aéreas e dando a eles a opção de agir. Foi a primeira companhia aérea dos EUA a mostrar aos clientes uma estimativa da pegada de carbono de cada voo, em pesquisas no site e no aplicativo. Um sombreamento verde indica uma opção de baixo carbono em busca por assento econômico por passageiro, no itinerário escolhido pelo cliente. A pegada de carbono de um voo é medida em kg CO2e (quilogramas de equivalência em dióxido de carbono) e as estimativas da United, que podem diferir das emissões reais do voo, são baseadas em tipo de aeronave, tempo de viagem, capacidade de assentos e número de pessoas e quantidade carga em um determinado voo. Os clientes que fazem reservas pela United para viagens dentro ou a partir dos EUA agora veem uma opção de contribuir para complementar o investimento da companhia no Fundo de Voos Sustentáveis da UAV antes do check-out.

Sobre a United Airlines

Na United, Good Leads The Way. Com hubs nos EUA em Chicago, Denver, Houston, Los Angeles, Nova York/Newark, São Francisco e Washington, D.C., a United opera a rede de rotas globais mais abrangente entre as empresas aéreas norte-americanas e é agora a maior companhia aérea do mundo, em assentos por milhas oferecidos. A United Airlines Holdings, Inc., empresa controladora da United Airlines, Inc., é negociada na Nasdaq sob o símbolo "UAL".

Sobre o Brazil Climate Summit

A edição 2023 do Brazil Climate Summit debateu iniciativas que destacam o papel do Brasil na corrida global por descarbonização das economias. O objetivo foi apresentar as potencialidades do País para atuar como hub de soluções climáticas para o mundo - não só para redução das suas próprias emissões, mas também para a de outras nações e gerar desenvolvimento econômico sustentável. Neste sentido, o evento destacou a relevância de atuação da iniciativa privada e o potencial de atracão de capital internacional para acelerar negócios de baixo carbono em escala global. O evento ocorreu no “The Forum”, espaço destinado a reuniões e debates da Universidade de Columbia, em Nova York.

Sobre o Pacto Global da ONU

Como uma iniciativa especial do Secretário-Geral da ONU, o Pacto Global das Nações Unidas é uma convocação para que as empresas de todo o mundo alinhem suas operações e estratégias a dez princípios universais nas áreas de direitos humanos, trabalho, meio ambiente e anticorrupção. Lançado em 2000, o Pacto Global orienta e apoia a comunidade empresarial global no avanço das metas e valores da ONU por meio de práticas corporativas responsáveis. Com mais de 21 mil participantes distribuídos em 65 redes locais, reúne 18 mil empresas e 3.800 organizações não-empresariais baseadas em 101 países, sendo a maior iniciativa de sustentabilidade corporativa do mundo, com abrangência e engajamento em 162 países. Para mais informações, siga @globalcompact nas mídias sociais e visite o website.

O Pacto Global da ONU no Brasil foi criado em 2003, e hoje é a segunda maior rede local do mundo, com mais de 1.900 participantes. Os mais de 50 projetos conduzidos no país abrangem, principalmente, os temas: Água e Saneamento, Alimentos e Agricultura, Energia e Clima, Direitos Humanos e Trabalho, Anticorrupção, Engajamento e Comunicação.

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas