Amizade teria motivado divórcio de Bill Gates e Melinda

Segundo publicação, decisão estaria relacionada à ligação com Jeffrey Epstein, condenado por tráfico sexual de menores

De acordo com o jornal americano Wall Street Journal, Melinda não aprovava a amizade do marido, Bill Gates, com o financista, Jeffrey Epstein, condenado e morto na prisão por tráfico sexual envolvendo meninas menores de idade.

Em setembro de 2013, quando Epstein estava solto, Melinda e Bill Gates teriam ido até a casa dele, em Nova York. Após esse encontro, ela teria confessado a amigos que se sentiu muito desconfortável, uma vez que o financista já havia sido preso por ter solicitado uma garota de programa menor de idade.

Pessoas próximas ao casal também revelaram que Melinda ficava nervosa porque não gostava da amizade entre os dois. Em 2019, o financista foi preso novamente, dessa vez por tráfico sexual de menores e foi encontrado morto em sua cela poucos meses depois.

Bill e Melinda Gates anunciaram o divórcio após 27 anos de casamento

Bill e Melinda Gates anunciaram o divórcio após 27 anos de casamento

Reprodução

Antes disso, o jornal americano The New York Times divulgou mais um encontro entre Epstein e Gates, o que teria motivado Melinda a consultar advogados sobre o divórcio. Ela teria dito que o "casamento estava quebrado".

Uma verdade: somos influenciáveis

Especula-se se esse descontentamento de Melinda com a amizade entre Bill Gates e Jeffrey Epstein estaria por trás da separação. Não dá para afirmar se essa foi a razão, afinal, muitas informações a respeito deles têm saído na imprensa.

Porém, se não foi o motivo, com certeza influenciou. Porque já sabemos que o divórcio não foi amigável e teve influências externas.

No que se refere a Jeffrey Epstein, é preciso falar que amizades nos influenciam. Gostemos ou não, somos constantemente influenciados pelo meio em que vivemos. E, se escolhemos conviver com amizades tóxicas, elas, com certeza, nos influenciarão negativamente.

Um estudo liderado por pesquisadores das universidades Harvard e Cambridge, analisa o poder de contatos sociais desde os anos 40. O chamado "Estudo Cardíaco de Framingham" acompanha três gerações de moradores de Framingham, em Massachusetts, nos Estados Unidos.

Amizade de Bill Gates com Jeffrey Epstein, acusado de tráfico sexual de menores, pode ter motivado a separação

Amizade de Bill Gates com Jeffrey Epstein, acusado de tráfico sexual de menores, pode ter motivado a separação

Reprodução

De acordo com os dados, uma pessoa é 57% mais propensa a se tornar obesa se tiver um amigo que a influencie comer mal. Ou seja, as amizades influenciam até mesmo a qualidade da nossa saúde.

Amizades x relacionamento

As relações humanas são importantes e necessárias. Por isso, é essencial que sejamos cautelosos na hora de escolher as amizades.

Existem amigos que parecem inofensivos, mas se não houver limites saudáveis, podem se tornar tóxicos.

Há quem diga que não se deixa influenciar, mas basta fazer uma análise para ver quantas coisas acabamos fazendo por influência de outras pessoas. Muitas delas nem sempre são positivas.  

Temos que respeitar a todos, mas devemos escolher muito bem quem vamos chamar de amigo. Para que um relacionamento seja saudável, seja com você mesmo ou com o cônjuge, precisa haver sacrifícios, principalmente se algo ou alguém tem prejudicado a relação.

Últimas