Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Trilha do Agro
Publicidade

Preço da soja sobe e atinge o valor mais alto do ano

Saca de soja tem alta de mais de 8% apenas no mês de maio, diz Cepea

Trilha do Agro|Valter Puga JrOpens in new window

Plantação de soja localizada entre as cidades de Jataí e Mineiros, em Goiás (SÉRGIO NEVES/ESTADÃO CONTEÚDO)

A soja recupera valor no Brasil e somente neste mês subiu mais de 8% em diferentes regiões do país. E essa alta vem no esteio de uma valorização do produto no exterior, de um aumento dos prêmios para exportação e impulsionada pela taxa de câmbio (real x dólar). É o que apontam pesquisadores do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada, o Cepea/USP, após análise dos valores de negociação da soja em grão nos portos de Santos (SP) e de Paranaguá (PR). Mais do que isso, os estudos mostram que os preços já atingem os maiores patamares do ano.

Entre segunda (20/05) e sexta-feira (24/05) da semana passada, os preços praticados nas cinco principais praças comercializadoras de soja do Paraná avançaram mais de R$ 1,80 por saca. E somente neste mês, o indicador de soja do Cepea/Paraná registra alta de 7,90%, com a saca negociada a R$ 134,25 em média.

No Porto de Paranaguá, a consultoria Agrifatto apurava referência de preços na sexta-feira (24/05) perto de R$ 140,00 a saca, ou seja, alta de quase 8,50% desde abril.

Os preços subiram também no mercado dos EUA, com alta dos contratos futuros na Bolsa de Chicago, referência para o mercado mundial: soja em grão para julho terminou na sexta-feira (24/05) em alta de 0,71%, negociada a US$ 12,38 por bushel.

Publicidade

Soja do Rio Grande do Sul

Ainda não foi possível uma avaliação correta dos danos causados às lavouras pelas inundações no Rio Grande do Sul. Mas a Companhia Nacional de Abastecimento, a Conab, alerta que o impacto maior das enchentes ocorreu nas lavouras gaúchas de soja, pois 35% das áreas ainda não haviam sido colhidas no campo quando ocorreram as enchentes. “A colheita estava mais atrasada”, disse Silvio Porto, diretor-executivo de Política Agrícola e Informações da Conab.

Os dados atualizados da companhia somente serão divulgados após o levantamento de junho. A colheita da safra 2023/24 no país já está no fim e, segundo a Conab, cerca de 97% dos 45,7 milhões de hectares plantados foram colhidos na terceira semana de maio. Ainda há colheita em andamento, mas apenas nas lavouras do Maranhão e do Rio Grande do Sul.

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.