Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Renda Extra
Publicidade

Com Selic estável em 13,75%, é hora de investir em prefixados?

Especialista do C6 Bank diz que investir em prefixados oferece oportunidade de ganho com a expectativa de queda de juros em 2023

Renda Extra|Do R7


Desde março de 2021, a Selic já subiu 11,75 pontos percentuais
Desde março de 2021, a Selic já subiu 11,75 pontos percentuais

O Copom (Comitê de Política Monetária do Banco Central) manteve a Selic em 13,75%. Pelas previsões da equipe econômica do C6 Bank, a taxa ficará nesse patamar até o terceiro trimestre de 2023. Diante desse cenário de estabilidade na taxa de juros, como organizar a carteira de investimentos?

A primeira coisa a ter em mente é que a expectativa é que a Selic comece a cair no quarto trimestre de 2023, terminando o ano em 12,25%, segundo a previsão do banco. Ou seja, agora é uma ótima hora para aproveitar as taxas dos produtos prefixados, que oferecem uma remuneração bem atrativa.

“Como a expectativa é que o juro caia no ano que vem, o investidor que travar uma taxa de juro prefixada mais alta agora conseguirá garantir um ganho real quando a Selic estiver mais baixa”, afirma Igor Rongel, head de investimentos do C6 Bank.

O CDB prefixado de um ano, por exemplo, paga uma remuneração de 14,3% ao ano no banco, bem mais alta que a expectativa da Selic para o fim de 2023.

Publicidade

Mas o investidor que não precisa resgatar seu dinheiro em um ano pode aproveitar o momento atual para adquirir investimentos com um prazo maior. Além de garantir ganho real elevado por mais tempo, mesmo em período de queda da Selic, o cliente ainda paga menos imposto – a alíquota de IR varia de 22,5% (até seis meses) a 15% (mais de dois anos).

Travar os investimento por muito tempo com taxas prefixadas, porém, oferece algum risco. Um deles é que o juro suba e o investidor fique travado em uma taxa menor. Isso aconteceu, por exemplo, quando investidores tinham prefixados de 4% e a Selic, que estava em 2%, passou a subir e bateu nos 13,75%, como agora.

Publicidade

Leia também

“Por isso, a regra de ouro do mundo dos investimentos é a diversificação. Ao diversificar, o investidor dilui os riscos de perda e consegue potencializar seu retorno”, afirma Rongel.

Mesmo com o fim da alta dos juros e da desaceleração da inflação, os produtos que pagam uma remuneração prefixada mais a variação do IPCA continuam sendo uma boa oportunidade para o investidor. Como a inflação só desacelerou mas continua elevada, esses investimentos também oferecem uma oportunidade de ganho real.

Publicidade

Além disso, existem os investimentos pós-fixados que pagam um percentual do CDI, que acompanha a variação da Selic. Ao garantir que uma parte da carteira fique em pós-fixados, o investidor também consegue um ganho real para sua carteira.

Para quem tem um apetite maior por risco e suporta a volatidade da Bolsa, uma recomendação dos especialistas é alocar um pouco da carteira em renda variável. Essa parcela deve estar em linha com o perfil do investidor, seus objetivos e o prazo em que o dinheiro pode ficar aplicado.

Fonte: C6 Bank

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.