Rio de Janeiro Após acusação de calote de R$ 19 mil para festa de formatura, aluna sai escoltada de escola do Rio 

Após acusação de calote de R$ 19 mil para festa de formatura, aluna sai escoltada de escola do Rio 

Pais e alunos organizaram um protesto na porta do colégio onde a estudante de 21 anos estuda

Policiais foram acionados para escoltar a  estudante

Policiais foram acionados para escoltar a estudante

Record TV Rio

Pais e alunos protestaram nesta segunda-feira (18) na frente do Colégio Estadual Jornalista Tim Lopes, no Complexo do Alemão, na zona norte do Rio, após o sumiço de R$ 19 mil arrecadados para realizar a festa de formatura do ensino médio.

Segundo os alunos, o dinheiro da formatura estava sob a responsabilidade de uma aluna de 21 anos, que teria usado o valor para a compra de um show. Na delegacia, a estudante alegou ter perdido o dinheiro no caminho de uma padaria.

Clique aqui e receba as notícias do R7 no seu WhatsApp
Compartilhe esta notícia pelo WhatsApp
Compartilhe esta notícia pelo Telegram
Assine a newsletter R7 em Ponto

Com a revolta dos pais na porta do colégio, agentes da 22ª DP, na Penha, foram acionados pela direção do colégio para conter os protestos contra a estudante, que teve que sair escoltada para prestar depoimento na delegacia. A jovem foi indiciada pelo crime de apropriação indébita e liberada.

Em nota, a Seeduc (Secretaria de Estado de Educação) informou que o evento não tem relação com a unidade e que era totalmente particular, organizado de forma voluntária pelos alunos do 3° ano do ensino médio do Colégio Tim Lopes. “A secretaria trabalha pela cultura de paz nas escolas e espera que o caso seja resolvido da melhor maneira possível”, informou.

A equipe do R7 procurou a defesa da estudante, mas não obteve contato.

Últimas