Rio de Janeiro Comércio passa a abrir às 10h30 no Rio a partir desta sexta (12)

Comércio passa a abrir às 10h30 no Rio a partir desta sexta (12)

Horários escalonados das atividades estão entre as novas regras anunciadas pela prefeitura para conter o coronavírus

A partir desta sexta-feira (12), começam a valer as novas medidas restritivas anunciadas pela prefeitura do Rio para conter o avanço do coronavírus na capital fluminense, onde mais de 90% dos leitos de UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) estão ocupados. Entre as principais mudanças estão os horários de funcionamento das atividades no município.

Bares tiveram horário de funcionamento ampliado

Bares tiveram horário de funcionamento ampliado

Tânia Rêgo/Agência Brasil

O decreto municipal é valido até o dia 22. Segundo a prefeitura, os horários escalonados têm como objetivo distribuir o fluxo diário de passageiros nos transportes públicos e, assim, evitar as aglomerações. O setor de serviços poderá funcionar de 8h às 17h; a administração pública de 9h às 19h; e o comércio em geral, de 10h30 às 21h.

Os estabelecimentos dentro de shoppings e centros comerciais devem seguir, obrigatoriamente, o horário estipulado para a natureza da atividade.

Bares, restaurantes e quiosques

Bares, lanchonetes e restaurantes tiveram horário de funcionamento ampliado e podem atender o público até as 21h.

Depois deste horário, é permitida a entrega em domicílio e a entrega rápida com retirada no estabelecimento.

Já o serviço nas praias e na orla marítima, inclusive comércio ambulante fixo e itinerante podem funcionar até 17h. Todas as atividades econômicas com atendimento presencial deverão respeitar a lotação máxima de 40%.

Proibições

Ainda é proibida a permanência de pessoas em vias públicas das 23h às 5h. Os eventos e as festas em áreas públicas e particulares, incluindo rodas de samba, também não são permitidos, assim como o funcionamento de boates e casas de espetáculos.

Outra novidade é a proibição de exposição à venda ou comercialização de bebidas alcoólicas em bancas de jornais e revistas.

Últimas