Rio de Janeiro Favela da Telerj: confronto termina com 3 PMs e 3 crianças feridas; mais de 20 são detidos

Favela da Telerj: confronto termina com 3 PMs e 3 crianças feridas; mais de 20 são detidos

Agência bancária e supermercado foram invadidos no Engenho Novo

Favela da Telerj: confronto termina com 3 PMs e 3 crianças feridas; mais de 20 são detidos

A Polícia Militar anunciou que a reintegração de posse dos prédios de uma empresa de telefonia, no Engenho Novo, zona norte do Rio, foi finalizada por volta das 10h30 desta sexta-feira (11). O saldo inicial foi de três PMs feridos por pedradas e três crianças socorridas pelo Corpo de Bombeiros. Duas delas, que inalaram fumaça dos incêndios a ônibus e caminhões, foram atendidas e liberadas no local.

Uma jovem de 13 anos também foi vítima da confusão. Os bombeiros, porém, não informaram o que ela sofreu, apenas que a levaram ao hospital Salgado Filho, no Méier. Outras quatro pessoas ficaram feridas e foram levadas à UPA (Unidade de Pronto Atendimento) da região.

Na rua Lino Teixeira, uma agência bancária foi depredada e invadida. Cadeiras foram quebradas e mesas reviradas. Segundo testemunhas, um supermercado da área também foi invadido e saqueado. Mais cedo, um homem foi detido por atentado a um ônibus e agressão. Ele prestou depoimento e foi liberado. Mais 20 pessoas, entre adultos e menores, foram detidas e encaminhadas à delegacia.

Como reação à desocupação, moradores da chamada favela da Telerj incendiaram quatro ônibus, dois caminhões e uma viatura da PM. Carros de equipes de TV e um ônibus da Comlurb foram alvo de pedradas. A ação policial começou por volta das 5h.Além da confusão em frente ao prédio ocupado, manifestantes se juntaram em grupos e organizaram atos em algumas regiões.

A avenida Leopoldo Bulhões, próximo a Benfica, foi interditada após um ônibus ser incendiado. Um grupo tentou fazer um arrastão próximo à estação de Triagem do metrô e ameaçou invadir o HCE (Hospital Central do Exército), em Benfica. Os portões da unidade foram fechados às pressas e tiram foram disparados para o alto com intenção de dispersar a multidão