No Rio, jovem é internada após aplicar acrílico em pó nos glúteos

Vânia Prisco realizou procedimento com falsa médica

Vânia realizou procedimento com falsa médica. Após internação, já fez 37 cirurgias plásticas para recuperar os glúteos

Vânia realizou procedimento com falsa médica. Após internação, já fez 37 cirurgias plásticas para recuperar os glúteos

Reprodução Rede Record

Vânia Prisco, de 29 anos, se submeteu a um procedimento estético perigoso. Indicada por uma amiga, a jovem procurou uma falsa médica que aplicaria um produto sintético capaz de aumentar o tamanho dos glúteos.

A jovem foi internada no início do mês de junho em um hospital particular de São Cristóvão, zona norte do Rio. O procedimento foi feito com a médica identificada como Cecília Tavares. O Conselho Regional de Medicina nega a existência da médica que realizou a aplicação do acrílico na jovem.

O quadro clínico de Vânia é grave. Desde a internação, ela já passou por 37 cirurgias e já gastou mais de R$ 50.000 com anestesistas.

O acrílico em pó utilizado pela jovem é liberado pela vigilância sanitária, mas apenas para cirurgias reparadoras, não para procedimentos estéticos. Se for mal utilizado, pode levar à morte.

Veja a reportagem: