Rio de Janeiro Polícia Civil prende gerente do tráfico no morro do Borel

Polícia Civil prende gerente do tráfico no morro do Borel

Segundo investigações, Binho do Borel é acusado de efetuar disparos contra PMs de UPP durante patrulhamento na comunidade

  • Rio de Janeiro | Márcio Mendes, do R7*

Traficante é suspeito de ataque a PMs de UPP

Traficante é suspeito de ataque a PMs de UPP

Fernando Frazão/Agência Brasil - 10.10.2016

O homem apontado como gerente do tráfico do morro do Borel, na Tijuca, zona norte do Rio, foi preso na manhã desta sexta-feira (16). Segundo a Polícia Civil, Robson da Silva, conhecido como Binho do Borel, foi detido por agentes da DC-Polinter (Delegacia de Polícia Interestadual - Divisão de Capturas) após trabalho de inteligência e monitoramento. Contra ele, havia um mandado de prisão preventiva.

Binho é apontado com um dos responsáveis por um ataque a policiais militares em julho de 2020. Na ocasião, os agentes faziam patrulhamento de rotina nas ruas da comunidade quando foram alvejados por traficantes da área. No depoimento, os agentes informaram que Binho do Borel, ao avistá-los em um beco, efetuou disparos contra os policiais, com a intenção de matá-los. Por pouco os policiais militares não foram atingidos e Binho conseguiu fugir.

Nessa época, Binho era apenas um soldado, mas, de acordo com as investigações, ele agora ocupa o cargo de gerente na comunidade.

O traficante estava foragido desde o início do ano, quando teve sua prisão preventiva decretada. Binho foi preso na residência da namorada, em operação policial e, de acordo com os agentes, não houve disparo de arma de fogo durante a ação. Ele será encaminhado à Seap (Secretaria de Estado de Administração Penitenciária).

*Estagiário do R7, sob supervisão de PH Rosa

Últimas