Rio de Janeiro RJ: lei determina que ferros-velhos instalem sistema de câmeras 

RJ: lei determina que ferros-velhos instalem sistema de câmeras 

Medida sancionada pelo prefeito Eduardo Paes, nesta terça-feira (9), tem objetivo de reduzir furto e roubo de cabos

  • Rio de Janeiro | Inácio Loyola*, do R7

Os ferros-velhos na cidade do Rio de Janeiro deverão implantar um sistema de monitoramento de câmeras. A Lei Complementar nº 236/2021, aprovada pela Câmara Municipal do Rio, foi sancionada pelo prefeito Eduardo Paes e publicada no Diário Oficial desta terça-feira (9).

Furto e roubo
 de cabos prejudicam transportes

Furto e roubo de cabos prejudicam transportes

Divulgação/Governo do Rio

De acordo com o texto da medida, todos os estabelecimentos que comercializam sucatas, peças usadas, produtos de metais, fios e objetos de cobre serão monitorados por meio de câmeras de segurança.

As imagens serão enviadas às autoridades policiais em casos de denúncia ou suspeita de compra e venda de material de procedência duvidosa e constatação de comercialização de produtos sem nota fiscal ou comprovante de origem.

O material será enviado pelo órgão municipal responsável e deverá ficar disponível para checagem durante um período de três meses.

A lei visa a combater o furto de cabos de energia, de internet e objetos de metal nas ruas e nos modais de transporte da cidade. Segundo a Light, os crimes já deixaram mais de 10 mil pessoas sem luz em 18 meses.

Já a Supervia, concessionária que administra os trens, informou que nos primeiros oito meses de 2021 foram mais de 22 mil metros de cabos furtados e 862 viagens canceladas. Segundo os dados da Rioluz, 30 mil metros de cabos da iluminação pública são furtados por mês, o que equivale a um prejuízo mensal de R$ 80 mil a R$ 100 mil.

"Embora o roubo e o furto de cabos e peças sejam uma questão criminal, de outras esferas, podemos agir na outra ponta, coibindo a revenda e a receptação desses materiais”, afirmou um dos autores do projeto, o vereador Carlo Caiado (DEM).

*Estagiário do R7, sob supervisão de Bruna Oliveira

Últimas