Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Caso Nicolas: polícia quer saber se mãe recebeu dinheiro para entregar o bebê

Homem que estava com menino de 2 anos foi preso por tráfico humano; criança estava desaparecida desde 30 de abril

São Paulo|Do R7, com informações da Agência Record


Nicolas tem apenas 2 anos
Nicolas tem apenas 2 anos

O homem que estava com o bebê Nicolas, desaparecido em Santa Catarina, estaria aliciando a mãe da criança de 2 anos, Nathalia Areias Gaspar, desde o nascimento, com o objetivo que ela entregasse a criança sem que fossem feitos os procedimentos legais da adoção. O menino estava desaparecido desde 30 de abril e foi encontrado na noite desta segunda-feira (8) com Marcelo Valverdi e Roberta Porfírio.

A polícia pediu a quebra de sigilo dos envolvidos no caso e quer saber se a mãe da criança, de nome Nathalia, recebeu alguma vantagem financeira para entregar a criança.

Durante o interrogatório, a mãe do bebê afirmou que entregou o filho espontaneamente, sem nenhuma vantagem e nenhum recebimento de valor. Ela disse também que não houve nenhum constrangimento ou ameaça para entregar a criança.

Nathalia apresenta um quadro de extrema vulnerabilidade. Ela relatou histórico de agressões no interior do lar e ingeriu diversos medicamentos, logo após a entrega do filho. Por conta disso, ela ficou diversos dias internada.

Publicidade

Compartilhe esta notícia no WhatsApp

Compartilhe esta notícia no Telegram

Publicidade

O caso

Marcelo e Roberta estavam com o bebê quando foram detidos, na noite de segunda-feira (8). A abordagem aconteceu na avenida Conselheiro Carrão, no Tatuapé, zona leste de São Paulo. Após o desaparecimento da criança, as polícias Civil e Militar dos dois estados criaram uma força-tarefa para localizar Nicolas.

Nesta segunda, por meio de informações obtidas pelo Copom (Centro de Operações da Polícia Militar) de Santa Catarina, a corporação acionou a PM de São Paulo após uma denúncia sobre o paradeiro da vítima.

Publicidade

Leia também

Equipes da 5ª Companhia do 8º Batalhão de Polícia Militar de São Paulo iniciaram patrulhamento pela área até que conseguiram localizar o veículo descrito na denúncia. Dentro do carro, os policiais localizaram um casal, o homem na direção e uma mulher no banco do passageiro, enquanto Nicolas estava no banco de trás.

De acordo com o tenente Brandão, responsável pela ocorrência, os agentes se decidiram pela abordagem após notar o nervosismo dos dois adultos ocupantes do automóvel.

Questionados, os suspeitos afirmaram que a criança era o garoto desaparecido. Ainda segundo a PM, o casal detido saiu da capital paulista, foi até a cidade de São José, pegou a criança e retornou para São Paulo. 

Os dois foram presos em flagrante por tráfico de pessoas e devem passar por audiência de custódia nesta terça-feira (9).

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.