Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Empresário cai em 'golpe do amor' e é libertado após 12 horas de sequestro na Grande SP

O cativeiro está localizado em Pinheiros, área nobre na zona oeste da capital, onde três suspeitos foram presos em flagrante

São Paulo|Geovanna Hora, da Agência Record


Empresário é resgatado de cativeiro em Pinheiros
Empresário é resgatado de cativeiro em Pinheiros

Um empresário foi sequestrado e agredido e passou mais de 12 horas em um cativeiro ao cair em um golpe do falso encontro em Guarulhos, na região metropolitana de São Paulo, na noite da última quarta-feira (15). Três suspeitos foram presos.

A vítima, de 34 anos, contou à Polícia Civil que uma mulher começou a seguir o perfil dele no Instagram alguns meses atrás. Eles começaram a conversar, e ela insistiu em marcar um encontro, porém o homem tinha medo de que fosse um golpe.

Após algum tempo de conversa, o empresário resolveu aceitar o convite e marcou de encontrá-la no boteco Tapajós, no Jardim Barbosa, em Guarulhos, na noite de quarta-feira.

Os dois se encontraram no estabelecimento e decidiram ir à casa da mulher. Assim que chegou ao imóvel, ele foi abordado pelos suspeitos, sequestrado e levado para um cativeiro em Pinheiros, uma área nobre na zona oeste da capital.

Publicidade

Os criminosos tentaram fazer transferências bancárias da conta da vítima, mas não havia dinheiro disponível. Eles decidiram, então, ligar para a família do empresário e pedir R$ 400 mil de resgate.

Leia também

Um dos familiares sabia que ele era amigo de um policial do 67º Distrito Policial, do Jardim Robru, e decidiu pedir ajuda. O agente rastreou o celular do homem e conseguiu identificar a localização do cativeiro, às 12h30 desta quinta-feira (16).

Publicidade

Cinco equipes da 7ª Delegacia Seccional de Polícia foram até o endereço e libertaram o empresário, que foi agredido diversas vezes durante o sequestro e ficou muito machucado. 

Três homens, de 23, 35 e 36 anos, foram presos em flagrante. A Polícia Civil também realiza buscas nas ruas para tentar identificar e localizar a mulher que estava com a vítima no momento do sequestro.

O caso será registrado como roubo e associação criminosa no 67º Distrito Policial, do Jardim Robru.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.