Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Filha de mulher morta com enteado em acidente de carro lamenta: 'Não consigo acreditar nisso tudo'

Edna Nabas, de 43 anos, dirigia de São José do Rio Preto para Marília para prestigiar o casamento da filha, Letícia Soares

São Paulo|Do R7


Edna Nabas Soares, de 43 anos, ia com o enteado para o casamento da filha, Letícia
Edna Nabas Soares, de 43 anos, ia com o enteado para o casamento da filha, Letícia

Letícia Soares, filha de Edna Nabas Soares, de 43 anos, lamentou a morte da mãe nas redes sociais. A mulher morreu na última sexta-feira (14) ao lado do enteado, Gustavo Henrique de Oliveira da Silva, de 12 anos, em um trágico acidente de trânsito na rodovia Transbrasiliana, a BR-153, em Marília (SP).

"Oh, minha mãe, eu te amo tanto! Não consigo acreditar nisso tudo", escreveu ela em seu perfil no Facebook.

Edna e Guilherme estavam juntos havia quase um ano
Edna e Guilherme estavam juntos havia quase um ano

Letícia ia se casar no mesmo dia em que perdeu a mãe, mas decidiu cancelar a cerimônia de casamento após a fatalidade.

O marido de Edna e pai de Gustavo, Guilherme Henrique, também se mostrou abalado com a perda dos dois. "Senhor, cuida da alma da minha família. Eles se foram para morar com o Senhor. Cuida dos meus amores", disse ele.

Publicidade

Relembre o caso

Edna Nabas Soares, de 43 anos, e o enteado, Gustavo Henrique de Oliveira da Silva, de 12, que morreram na última sexta-feira (14) em um trágico acidente de trânsito na rodovia Transbrasiliana, a BR-153, em Marília (SP), tentavam desviar de um motorista, de 75 anos, que fazia uma ultrapassagem proibida.

Nas imagens das câmeras de segurança acopladas ao caminhão, é possível ver Wilson Callera, de 75 anos, em um Gol ao fazer a ultrapassagem proibida em faixa contínua, num trecho que não conta com acostamento. Edna, a condutora do Corolla, que vinha no sentido contrário, freou bruscamente para evitar a colisão frontal, mas perdeu o controle da direção e bateu no caminhão que era ultrapassado pelo Gol.

Publicidade

O caminhoneiro e o passageiro não sofreram ferimentos. Já Edna e Gustavo ficaram presos entre as ferragens e morreram no local.

A madrasta e o enteado viajavam de São José do Rio Preto para Marília para o casamento de Letícia, filha de Edna.

Publicidade

Wilson, o idoso responsável pela colisão, que fazia a ultrapassagem perigosa, fugiu do local sem prestar nenhuma assistência, mas foi localizado e identificado pouco depois. Ele estava com a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) vencida desde 2020.

Assista ao vídeo:

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.