Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Fim de semana do Natal tem 15 áreas impróprias no litoral de SP; veja

São três praias ruins a mais do que há uma semana. Número maior se deve à entrada das sete praias de Santos (SP) na lista

São Paulo|

No levantamento anterior, eram 12 praias impróprias
No levantamento anterior, eram 12 praias impróprias No levantamento anterior, eram 12 praias impróprias

Com praias lotadas devido ao feriado, o litoral de São Paulo tem 15 praias impróprias para banho neste fim de semana do Natal. São três praias ruins a mais do que há uma semana, segundo monitoramento divulgado pela Cetesb (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo) na sexta-feira (23).

No levantamento anterior eram 12. O número maior se deve à entrada das sete praias de Santos na lista das impróprias. Há uma semana, todas estavam em boas condições para banho.

No litoral Norte, Ubatuba e Ilhabela têm duas praias com bandeira vermelha em cada cidade. Na mesma região, todas as praias de Caraguatatuba e São Sebastião estão em boas condições.

Na Baixada Santista, além das praias de Santos, estão ruins duas praias do Guarujá, uma de São Vicente e outra de Mongaguá. A única praia de Cubatão e todas as de Praia Grande, Itanhaém e Peruíbe estão boas, assim como as praias de Iguape e Ilha Comprida no litoral sul. As de Cananéia não são monitoradas.

Publicidade

A Cetesb avalia semanalmente a balneabilidade de 175 praias em todo o litoral paulista. A classificação leva em conta a quantidade de bactérias encontradas nas águas, especialmente aquelas originadas do esgoto.

A praia é considerada imprópria para banho quando a água do mar concentra mais de 100 colônias de bactérias a cada 100 ml de água. Nesse caso, a faixa de areia é sinalizada com a bandeira vermelha. Praias mais extensas são divididas e monitoradas em mais de um ponto.

Publicidade

Conforme a Cetesb, a bandeira vermelha indica para o banhista que o banho de mar naquele local pode representar risco à saúde. Uma praia também pode ser considerada imprópria para banho devido ao acúmulo de algas ou quando aparecem manchas decorrentes do derramamento de óleo no mar.

As chuvas também podem afetar a qualidade da praia, carregando matéria orgânica e esgoto para o mar.

Publicidade

A Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp), responsável pelo saneamento básico nas cidades que estão com praias impróprias, informou que nos últimos três anos foram investidos R$ 1,1 bilhão para expandir o sistema de coleta e tratamento de esgotos em todo o litoral paulista.

A companhia mantém o programa Onda Limpa para melhorar o saneamento, o meio ambiente e a balneabilidade das praias. Conforme a Sabesp, a Baixada Santista tem 84% de coleta e 100% de tratamento de esgoto, enquanto no Litoral Norte, os índices são de 74% e 100%, respectivamente.

Publicidade

Veja quais praias de São Paulo estão com bandeira vermelha

Ubatuba

- Rio Itamambuca

- Itaguá (Av. Leovigildo)

Ilhabela

- Armação

- Itaquanduba

Guarujá

- Perequê

- Enseada (Rua Chile)

Santos

- Ponta da Praia

- Aparecida

- Embaré

- Boqueirão

- Gonzaga

- José Menino (Rua Olavo Bilac)

- José Menino (Rua Frederico Ozanan)

São Vicente

- Gonzaguinha

Mongaguá

- Central

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.