Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Homem é morto a facadas na frente da esposa e da filha de 3 meses em São Paulo

Esposa do suspeito teria se desentendido com uma vizinha que gritava. A irmã da moradora não gostou e foi tirar satisfação

São Paulo|Isabelle Gandolphi, da Agência Record


O homem foi esfaqueado e morto na frente da esposa e filha de 3 meses em São Paulo
O homem foi esfaqueado e morto na frente da esposa e filha de 3 meses em São Paulo

Uma mulher fugiu após esfaquear e matar o vizinho em um prédio na rua do Glicério, na Liberdade, região central de São Paulo, no início da manhã da terça-feira (21). O homem morreu na frente da esposa e da filha de 3 meses. 

O crime ocorreu após Eduardo Paiva Batista, de 39 anos, permitir a entrada de uma nova moradora no condomínio. 

Segundo informações da família, por volta de 1h30, uma mulher passou a gritar em frente ao prédio pedindo que alguém abrisse a porta para ela, pois estava sem chave e o condomínio não possui portaria 24 horas.

Samantha de Carvalho, esposa de Eduardo, teria repreendido a mulher, mas o homem desceu para ajudá-la. Por volta das 5h, a suspeita, que é irmã da nova moradora, acompanhada por um homem, bateram na porta do apartamento do casal querendo tirar satisfação. A mulher afirmou que Samantha e Eduardo teriam "tirado com a cara" de sua irmã, por ela estar sem chave.

Publicidade

Leia também

O casal negou a informação e relatou que ajudaram a moça a entrar no prédio, uma vez que estava com medo de que ela fosse assaltada na rua. Samantha, para defender o marido, disse que a mulher deveria agradecer ao homem.

Neste momento, ela sacou uma faca e desferiu um golpe no lado esquerdo do pescoço de Eduardo. Em seguida, ela e o homem fugiram.

Publicidade

A Polícia Militar foi acionada às 5h9 e Eduardo foi encaminhado ao Pronto Socorro do Hospital Ipiranga, onde não resistiu aos ferimentos e morreu. O local foi isolado e periciado. A PM realizou buscas pela suspeita, mas ela não foi localizada.

O 1° DP (Sé) atende à área. Porém, devido ao esquema de plantão noturno, o caso foi registrado no 8° DP do Brás.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.