São Paulo PM é preso em flagrante por matar a ex-mulher no Guarujá (SP)

PM é preso em flagrante por matar a ex-mulher no Guarujá (SP)

Soldado da PM, que não aceitava o fim do relacionamento, matou a mulher a tiros e também feriu o namorado da vítima, que está internado 

  • São Paulo | Do R7, com informações da Record TV

Assassinato de Débora foi presenciados por vizinhos da vítima, no Guarujá (SP)

Assassinato de Débora foi presenciados por vizinhos da vítima, no Guarujá (SP)

Reprodução/ Facebook

Um soldado da Polícia Militar foi preso em flagrante no Guarujá, litoral de São Paulo, depois de matar a tiros a ex-mulher, Débora Raquel Silva, por não aceitar o fim do relacionamento - o casal tinha dois filhos. O PM também atirou no namorado da vítima, que está internado. As informações são da Record TV.

O crime ocorreu na noite da última segunda-feira (11), em frente à casa da vítima. Vizinhos relataram que ouviram Débora implorar ao homem para que ele não atirasse. O policial militar fugiu, mas foi localizado dentro de sua residência. Ele está detido no Presídio Militar Romão Gomes, na zona norte da capital paulista, após ter sido indiciado por homicídio qualificado e tentativa de feminicídio. 

Crimes violentos

Este é o segundo crime violento envolvendo policiais militares nesta semana. Na terça-feira (12), um policial militar foi morto ao ser baleado pela colega militar no 3º Batalhão de Choque, na rua Amambaí, no bairro da Vila Maria, zona norte de São Paulo. O caso foi encaminhado à corregedoria da Polícia Militar, que trabalha para entender a motivação do crime.  

Últimas