São Paulo Polícia vai intimar suspeita de torturar jovem com cigarro

Polícia vai intimar suspeita de torturar jovem com cigarro

Vídeo com imagens da violência circula pela internet; agressora foi identificada

Polícia vai intimar suspeita de torturar jovem com cigarro

Em diferentes momentos, agressora encostou  um cigarro aceso no rosto da vítima

Em diferentes momentos, agressora encostou um cigarro aceso no rosto da vítima

Reprodução

A titular da DDM (Delegacia de Defesa da Mulher) de Praia Grande, Rosemar Cardoso Fernandes, vai instaurar inquérito para investigar um caso de tortura contra uma jovem na cidade, localizada no litoral sul de São Paulo. Um vídeo com o registro da violência circula na internet e se espalhou pelas redes sociais. De acordo com a delegada, o caso aconteceu há cerca de um mês, mas veio à tona nesta semana. A suspeita já foi identificada e será intimada, conforme informou Rosemar ao R7.

Nas imagens, a agressora bate na vítima, que, em alguns momentos, tem o rosto queimado com cigarro. Segundo a titular da DDM, a mãe da suspeita foi localizada pela polícia e confirmou a violência.

— A mãe falou que ela [a filha] achou que não fosse dar em nada. E que alguém recuperou o vídeo, porque ele tinha sido deletado. Pedimos à mãe que apresentasse a filha na delegacia.

Leia mais notícias sobre São Paulo

A polícia vai apurar ainda se a mulher contou com a ajuda de alguém. Os envolvidos na violência poderão responder por sequestro, cárcere privado e tortura, disse a delegada.

“Ai, que delícia!”

No vídeo, que tem duração de pouco mais de um minuto, a vítima é ameaçada e forçada a se autodepreciar.

Em um dos momentos em que a agressora queima o rosto da jovem, ela fala, em tom de sarcasmo: “Uma marquinha para você nunca mais se esquecer da Elisângela [...] Ai, que gostoso! Ai, que delícia”.

O que motivou a violência foi uma suposta traição da vítima, que teria se envolvido com o parceiro da suspeita. Com ferimentos no rosto, a jovem foi  obrigada a dizer que não queria mais saber do rapaz.