São Paulo Prefeituras de Guarulhos e Grande ABC anunciam reajuste na tarifa de ônibus a partir de janeiro

Prefeituras de Guarulhos e Grande ABC anunciam reajuste na tarifa de ônibus a partir de janeiro

Capital paulista segue sem aumento no valor do transporte público. Decretos foram confirmados pela gestão dos municípios

  • São Paulo | Isabelle Amaral, do R7

Aumento no valor da passagem se deve à inflação, de acordo com as prefeituras

Aumento no valor da passagem se deve à inflação, de acordo com as prefeituras

Edu Garcia/R7 - 07.06.2022

As prefeituras de Diadema, São Caetano do Sul, Santo André e São Bernardo do Campo, no ABC paulista, anunciaram o aumento da passagem de ônibus a partir de janeiro de 2023. A cidade de Guarulhos, na Grande São Paulo, também confirmou o aumento. Confira os novos preços:

Diadema

O valor da passagem paga em dinheiro subirá de R$ 5,10 para R$ 5,50 a partir do dia 1º de janeiro na cidade de Diadema. Os usuários do cartão SOU, porém, continuarão a pagar R$ 4,25 pela passagem e o vale-transporte seguirá por R$ 6.

São Caetano do Sul

Em São Caetano do Sul, a tarifa do ônibus passará a ser R$ 5 a partir do primeiro dia de útil de 2023, na segunda-feira (2). O decreto foi assinado pelo prefeito José Auricchio Júnior (PSDB) e publicado no Diário Oficial do município na quarta-feira (28).

A última vez que a passagem teve alteração foi em 11 de janeiro de 2019, quando subiu de R$ 4,20 para R$ 4,50.

Santo André

A partir de terça-feira (3), os usuários do transporte público de Santo André precisarão pagar R$ 5 pela passagem, um aumento de 25 centavos. De acordo com a prefeitura da cidade, esse reajuste tem o objetivo de repor a inflação.

"Nos últimos três anos, quando a passagem era R$ 4,75, as empresas responsáveis pelo transporte coletivo de Santo André investiram mais de R$ 70 milhões. Entre os investimentos, foram entregues 148 novos ônibus zero-quilômetro", destacou a prefeitura em nota ao R7.

São Bernardo no Campo

São Bernardo do Campo também terá reajuste na tarifa, que passa a ser R$ 5,75 a partir de 1° de janeiro. A prefeitura afirmou que o município terá uma única tarifa, sendo R$ 5,75 para o Cartão Legal e vale-transporte.

"O valor adotado foi o menor possível para minimizar o impacto aos usuários, uma vez que o aumento foi considerável nos itens que compõem o sistema operacional, como o óleo diesel", ressaltou a Prefeitura de São Bernardo.

Guarulhos

Em Guarulhos, na Grande São Paulo, o reajuste será de 3,3%, e passa a ser R$ 5,10 para quem usa o Cartão Cidadão, a partir de 1° de janeiro. Para quem paga a tarifa em dinheiro, o valor cobrado na catraca será de R$ 5,30. Já das empresas que fornecem vale-transporte aos funcionários será cobrado R$ 6,20.

Estudantes e professores que usam o Cartão Escolar têm direito a um desconto de 50% e passam a pagar R$ 2,55. Pessoas com mais de 60 anos continuam com gratuidade no transporte público. A gestão da cidade destaca que o reajuste é "bem abaixo da inflação".

São Paulo

Na capital paulista, a tarifa de ônibus segue a mesma, de R$ 4,40, pelo terceiro ano consecutivo. Segundo o prefeito Ricardo Nunes (PSDB), o objetivo é incentivar o uso do transporte coletivo. “Isso melhora o trânsito da cidade, a questão do ambiente com relação à poluição causada por veículos."

Últimas